Bruscão vence Caçador e termina em primeiro na classificação geral

Leandro Mancha e Santos fizeram os gols da vitória quadricolor por 3 a 1

Bruscão vence Caçador e termina em primeiro na classificação geral

Leandro Mancha e Santos fizeram os gols da vitória quadricolor por 3 a 1

O Bruscão venceu o Caçador por 3 a 1 e garantiu o primeiro lugar geral na Divisão Especial. O destaque da partida foi o zagueiro Leandro Mancha. Substituindo Negueti, suspenso, o jogador oriundo das categorias de base teve uma atuação segura e de quebra ainda anotou dois gols no confronto. 

O primeiro logo aos quatro minutos de jogo. O outro, aos 11 do segundo tempo. Santos marcou o terceiro. Paza, de pênalti, descontou para o Caçador aos 37 minutos do tempo complementar. O Marreco ainda teve Flavinho, expulso, no início da etapa complementar.

O jogo
O jogo valia a chance de classificação ao Caçador. Para o Brusque, apenas uma partida para cumprir tabela, mas também a oportunidade de ganhar moral para o quadrangular final. No entanto, tudo isso ficou em segundo plano pelas condições do gramado do estádio Carlos Alberto Costa Neves, completamente alagado.

O time da casa, que precisava de uma goleada e de derrota do Concórdia ainda atrasou o início da partida tentando se beneficiar dos andamentos dos outros jogos, mas não adiantou. Quando a bola rolou, as equipes mal haviam se adaptado ao gramado quando Leandro Mancha aproveitou cruzamento e fez 1 a 0, aos quatro minutos. 

O resultado dificultou o jogo para os donos da casa, enquanto o Brusque parecia se adaptar melhor ao campo molhado. Os dois times passaram a jogar pelas laterais, aproveitando pequenos espaços onde a bola rolava. O jeito foi abusar dos chutões e lançamentos na área, mas as jogadas praticamente não levaram perigo aos gols de Fabão e Charles. 

Flavinho teve uma boa oportunidade aos 18 minutos, mas ninguém do Marreco chegou para completar. Serginho quase fez o segundo em bola desviada. Eydison desperdiçou jogada em velocidade ao ser parado pela poça. O Caçador tentou em consecutivas cobranças de faltas e escanteios, mas não conseguiu assustar. 
Vitória consolidada
A etapa final começou da mesma forma, com as equipes na base da embaixadinha e chuveirinho. Aos cinco minutos, Flavinho chegou forte em Rilber e foi expulso direto. O atleta errou a bola e acertou o peito do adversário.

A expectativa era de que o Caçador tentasse esboçar pressão, mas, mesmo com um a menos, foi o Bruscão que ampliou pouco depois. Após cobrança de escanteio, Mancha antecipou a zaga adversária e marcou o segundo na partida. 

O Caçador pouco assustava o Brusque, que assegurava com tranquilidade o placar. O golpe de misericórdia veio aos 22 minutos. Em jogada ensaiada, Eydison cabeceou na trave, no rebote, Santos pegou em cheio e aumentou para o quadricolor. Jackson perdeu a chance de diminuir para Caçador na indecisão de Eurico e Fabão. 

O gol de honra da equipe da casa saiu aos 37 minutos. Saraiva, que havia entrado no lugar de Mancha, dividiu com Paza. A arbitragem anotou pênalti, convertido na sequência por Sadan. No fim, já pensando no quadrangular, Rogério Perrô ainda tirou Eydison para entrada de Roberto Jacaré. Natan entrou na vaga de João Paulo. O Caçador ainda teve uma boa oportunidade nos acréscimos, mas Fabão fez a defesa após chute de Tatico.

Tubarão leva o turno
O Atlético Tubarão confirmou o favoritismo, goleou o XV de Outubro por 4 a 0 em Indaial e terminou como campeão do returno. Assim como o Brusque, a equipe do Sul do Estado também terá um ponto de bonificação no quadrangular final da competição. O Tubarão fez 19 pontos, um a mais que o Marcílio Dias, que venceu o Canoinhas por 1 a 0, em Itajaí. 

Galo entra pelo índice
O Concórdia também assegurou vaga na próxima fase ao vencer o Hercílio Luz por 3 a 1 no Aníbal Costa, em Tubarão. O resultado deixou o Galo do Oeste na quarta colocação da classificação geral, com 32 pontos, cinco a mais que o Imbituba, quinto colocado.

Porto soma um ponto e escapa do rebaixamento
Um gol de Maurício, aos 22 minutos do segundo tempo, garantiu o Porto na Divisão Especial de 2014. Ele foi o responsável pelo tento que decretou o empate em 1 a 1 com o Imbituba no único ponto conquistado pela equipe no returno da competição. 

O resultado deixou o Porto com 16 pontos na classificação geral, e rebaixou o Canoinhas, que mesmo conseguindo uma boa recuperação no returno terminou a competição com um ponto a menos ao perder por 1 a 0 para o Marcílio Dias. O outro rebaixado é o XV de Outubro, que perdeu por 4 a 0 para o Tubarão e terminou a competição com oito pontos, na lanterna da competição.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio