Bruscão vence Marinheiro e assume a liderança do hexagonal

Gilton e Aldair marcaram na vitória por 2 a 1 que deixa equipe quadricolor na ponta isolada

Bruscão vence Marinheiro e assume a liderança do hexagonal

Gilton e Aldair marcaram na vitória por 2 a 1 que deixa equipe quadricolor na ponta isolada

Foi um jogo difícil, duro, mas o Bruscão voltou a demonstrar um bom futebol e venceu o clássico com o Marcílio Dias em pleno estádio Doutor Hercílio Luz. O resultado de 2 a 1 garantiu a equipe a liderança isolada do hexagonal final do Catarinão e derrubou a invencibilidade do Marinheiro nesta fase da competição. Gilton aos 14 minutos do primeiro tempo e Aldair, no mesmo minuto da etapa final, marcaram para o Bruscão. Paulo Josué, de falta, descontou para o Marinheiro aos 21 minutos.
 
O jogo
O técnico Joceli dos Santos mandou o Brusque a campo com três mudanças em relação ao time que bateu o Atlético de Ibirama. As principais novidades foram os retornos da dupla de zaga titular: Cleyton e Néris. Eles voltaram à equipe após desfalcarem o time por dois jogos depois de lesão. No meio, Aldair reassumiu a posição de Mazinho após cumprir suspensão.
 
O time começou o jogo lento e aceitando o domínio da equipe da casa. Mesmo sem um grande público presente no estádio, o Marcílio Dias foi empurrado pela torcida e logo no primeiro minuto passou perto de abrir o placar. Em cabeçada forte de Anderson Lopes, Wanderson fez excelente defesa e evitou o gol adversário. Foi a primeira de uma série de defesas do goleiro, que se tornaria o nome do jogo durante os 90 minutos,
 
Aos poucos, o Brusque foi equilibrando as ações e, aos 14 minutos chegou ao gol. Gilton recebeu na entrada da área e finalizou forte para fazer 1 a 0. Wanderson, aos 24, ainda fez linda defesa em chute de Thoni para garantir a vantagem parcial.
 
Etapa final
O goleiro do Brusque também foi o grande destaque no segundo tempo. Assim como no começo do jogo, o Marinheiro novamente partiu para cima. A dupla de ataque, Anderson Lopes e Jones, tentava furar o bloqueio brusquense nos chutes da entrada da área. O primeiro pegou na rede pelo lado de fora logo a um minuto do tempo regulamentar. O segundo também assustou oito minutos depois.  No entanto, mais uma vez o Bruscão foi letal quando foi ao ataque. Aldair recebeu de Gilton, tirou a marcação e colocou no canto de Rodolpho para ampliar.
 
Mesmo com o placar de 2 a 0 desfavorável, o Marcílio Dias continuou buscando o jogo. Depois de Wanderson novamente aparecer ao pegar chute de Bruno Silva. Paulo Josué, pouco depois, diminuiu o placar. Logo após entrar na vaga do zagueiro Toninho, ele cobrou falta com perfeição aos 21 minutos e, desta vez, o goleiro do Brusque nada pôde fazer. 
 
Depois do gol, o técnico Guilherme Macuglia mandou a equipe com tudo para cima. Ele ainda tirou os meias Bruno Silva e Léo Franco para a entrada dos atacantes Tauã e Dênis Willian, na sequência. O Brusque também mexeu, além de Rafael Bitencourt, que já havia entrado na vaga de Eliélton, com cartão amarelo, no fim da primeira etapa, saíram Ricardo Lobo e Aldair para as entradas de Kiko e Iury. O Marinheiro criou oportunidades e chegou a pressionar no fim, mas Wanderson, em noite inspirada, garantiu a igualdade. Com a vitória, o Brusque chegou aos sete pontos. Ficou um à frente do próprio adversário. O próximo compromisso da equipe será com o Avaí, domingo, às 16h, no Augusto Bauer.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio