Bruscão vence Tubarão e fica a um empate da elite do Campeonato Catarinense

Eydison anotou duas vezes na etapa complementar e garantiu a vitória quadricolor

Bruscão vence Tubarão e fica a um empate da elite do Campeonato Catarinense

Eydison anotou duas vezes na etapa complementar e garantiu a vitória quadricolor

O Bruscão deu um largo passo rumo à elite do Campeonato Catarinense. Com dois gols de Eydison, ambos no segundo tempo, o quadricolor fez o dever de casa na noite desta segunda-feira (23), despachou o Tubarão da disputa e agora depende de apenas um empate com o Concórdia para retornar a elite do Estadual.

Os times jogam na quinta-feira (26), às 20h30, no estádio Augusto Bauer. O quadricolor foi beneficiado com a vitória do Marcílio Dias por 2 a 0 sobre o adversário direto em Itajaí. O resultado garantiu o acesso antecipado ao Marinheiro, que cumpre tabela contra Tubarão, também às 20h30 de quinta-feira, no Sul do Estado.
Tubarão vai pra cima

Nas três oportunidades que enfrentou o Bruscão, o Tubarão saiu derrotado na Divisão Especial. Como um novo revés deixava a equipe fora da disputa pelo acesso, o time tratou de sair para o jogo para mudar a história recente do duelo entre as equipes.

Foi o Tubarão que procurou mais o ataque, diante de um Brusque que errava muitos passes de bola. Gesiel, aos três minutos de jogo, já mostrou o cartão de visitas do time adversário. O Bruscão respondeu aos sete, com Eydison, o atacante chegou a tirar do goleiro Giovani, mas Rodrigão mandou para escanteio.

Aos 12, Felipe Oliveira, na cara de Fabão, desperdiçou a chance de abrir o placar. Era o início de uma sequência de oportunidades perigosas do Tubarão. Gesiel assustou Fabão aos 17. Aos 24, em desatenção da zaga, Clebinho recebeu após cobrança rápida de lateral, mas o goleiro quadricolor cresceu em cima do jogador e evitou o gol adversário.

O Brusque só se encontrou no jogo a partir dos 30 minutos, mas chegou timidamente ao gol de Giovani. Junai invadiu a área e procurou o canto, mas chutou nas mãos do goleiro. Depois, recebeu bom passe de Santos, mas chutou por cima da meta. No último minuto da primeira etapa, o Tubarão voltou a assustar, mas Fabão abafou a finalização de Maciel.

Artilheiro decide
Se no primeiro tempo, o Tubarão foi melhor, com o Brusque alcançando determinado equilíbrio em alguns momentos da partida, o que se viu no começo da etapa final foi somente o time do Sul dominar. 

O time adversário passou a criar oportunidades desde o início da etapa, o que irritou Rogério Perrô, que logo aos cinco minutos tirou Santos para colocar Marcelo Quilder. No entanto, o Peixe continuou melhor e quase abriu o placar. Clebinho pedalou em cima da marcação e chutou. A bola bateu no travessão, nas costas de Fabão e, na sobra, Giba perdeu um gol incrível, embaixo das traves.

O time do Sul continuou criando oportunidades, mas foi castigado pela ineficiência quando o quadricolor conseguiu chegar ao gol após bola parada. Junai cobrou escanteio, Eydison deu uma casquinha, a bola ainda bateu na marcação antes de entrar.

O gol tirou a ansiedade da equipe da casa, que passou a explorar os espaços do Tubarão. O adversário se abriu todo em busca do placar. Foi aí que Eydison, até então sumido na partida, começou a aparecer de vez no jogo. Primeiro ele fez jogada individual e mandou uma bomba que foi parar no peito do goleiro Giovani. Depois, completou cruzamento de Junai de carrinho, no pé da segunda trave.

O Tubarão só voltou a assustar após os 30 minutos, quando já estava no desespero. Em duas oportunidades, Cleyton se atirou na bola e evitou o gol certo da equipe adversária. O gol que sacramentou a vitória veio aos 39 minutos. De tanto insistir, Eydison marcou mais um. O artilheiro aproveitou ótima jogada individual de Serginho e completou cruzamento rasteio, na entrada da pequena área, para fazer o segundo. No fim, o atacante quase marcou mais um aos 47, mas a bola passou tirando tinta da trave de Giovani.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio