Brusque começa mal, mas busca empate contra o Tubarão em casa pela Copa SC

Quadricolor sofre dois gols no primeiro tempo, e consegue reagir com gols de Ianson e Zé Mateus

Brusque começa mal, mas busca empate contra o Tubarão em casa pela Copa SC

Quadricolor sofre dois gols no primeiro tempo, e consegue reagir com gols de Ianson e Zé Mateus

João Vítor Roberge‏

Em sua estreia pela Copa Santa Catarina, o Brusque empatou com o Tubarão em 2 a 2 na tarde deste domingo, 8, no estádio Augusto Bauer. Davi Lopes e Leilson abriram a conta para os visitantes no primeiro tempo, mas na segunda etapa, Ianson e Zé Mateus marcaram os gols que entregaram o primeiro ponto da equipe na competição. Depois dos dois empates com o Manaus na final da Série D, este é o terceiro jogo consecutivo do Brusque que termina em 2 a 2.

O Tubarão começou a partida com a iniciativa, com muita troca de passes no meio-campo. Ainda antes dos 10 minutos, Alison chutou uma bola torta, sem grande perigo para Zé Carlos, e o Brusque respondeu com Zé Mateus, numa bomba de fora da área, forçando Júnior Belliato a ceder o escanteio.

Aos 12 minutos, Leílson cobrou falta rasteira, Gama interceptou mal, a bola sobrou com Davi Lopes. O volante bateu cruzado, próximo à meia-lua, e a bola morreu na bochecha do gol, à direita de Zé Carlos.

O quadricolor sentiu o gol e chegou a ficar perdido em campo, com o Tubarão trocando passes, mas sem finalizar. Aos 20 minutos, Eliomar recebeu livre, com a zaga bagunçada. Arrancou até a entrada da área e rolou para quem vinha de trás. Era Leilson, que completou pro gol e aumentou a preocupação do torcedor do Brusque.

O Brusque passou cerca de 15 minutos sem reação. Pouco pegava na bola. O Tubarão, também, não chegava mais com grande perigo, mas tinha o controle total de partida. Era visível que o time da casa iniciava um trabalho novo e que o visitante já possuía uma preparação mais longa e um entrosamento mais concreto.

Nada funciona

Aos 34 minutos, Jefferson Renan recebeu na ponta direita. Enfrentou nada menos que quatro marcadores. Se livrou da situação, e cruzou. A bola quase chega em Hamilton, mas para em Thiago Henrique, que com Júnior Belliato já vendido no lance, mandou por cima do gol, para a revolta da torcida.

Só a partir de então o Brusque voltou a ser uma oposição que oferecesse ou mínimo de ameaça. Aos 43, Cleyton faz belo lançamento para Jefferson Renan, que encobre Belliato, mas a bola vai pra fora, perto do poste esquerdo do goleiro, que ainda chegou a se chocar com o camisa 11 quadricolor.

Reação

O Brusque chegou diferente no segundo tempo. Robert entrou no lugar de Vinícius no intervalo e deu velocidade no meio-campo. Assim, Hamilton se tornou o centroavante. A equipe partiu para cima do Tubarão.

Aos 23 minutos da segunda etapa, Thiago Henrique desperdiçou nova chance. Após levantamento na área, Hamilton escorou e o camisa 7 mandou uma bomba de dentro da área, para fora. O Tubarão, quando tinha a bola, trocava muitos passes, mas não conseguia chegar com grande perigo.

Aos 30, a partida ganha nova cara. Após cobrança de escanteio, Ianson sobe no terceiro andar, cabeceia, a bola quica na pequena área e mata o goleiro do Tubarão. A torcida se anima, e cinco minutos depois, vê mais um gol. Zé Mateus cobra falta com categoria, Belliato não segura e o os pouco mais de 1,3 mil torcedores no Augusto Bauer explodem.

Logo após o empate, Parrudo é expulso após falta dura no meio-campo, e leva o segundo amarelo. As duas equipes ainda buscam o desempate, mas não conseguem as chances necessárias.


Brusque 2×2 Tubarão
Copa Santa Catarina
Primeira rodada
Domingo, 8 de setembro de 2019
Estádio Augusto Bauer
Público presente: 1.320
Renda: R$18.945

Brusque: Zé Carlos; Zé Mateus, Ianson, Cleyton, Aírton; Ruan, Gama, Hamilton; Jefferson Renan, Thiago Henrique (Allan Machado – 24′-2ºt) e Vinícius (Robert-int).
Técnico: Evandro Guimarães

Tubarão: Júnior Belliato; Paulinho (Silva 37′-2ºt), Carlos Alexandre, Marcelo Xavier, Nikolas Farias; Davi Lopes, Parrudo, Leilson, Eliomar; Rayan (Diordi 14′-2ºt) e Alison.
Técnico: Pingo

Trio de arbitragem: Charly Wendy Straub Deretti (Joinville), auxiliada por Diogo Berndt (Joinville) e Carlos Alberto do Aragão Júnior  (Joinville).

Gols: Ianson (30′-2ºt) e Zé Mateus (35′-2ºt); Davi Lopes (12′-1ºt) e Leilson (20′-1ºt)

Cartões amarelos: Hamilton, Ruan, Zé Mateus; Davi Lopes, Júnior Belliato, Parrudo

Cartões vermelhos: Parrudo

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo