Brusque confirma Pingo como novo treinador para a Divisão Principal

Técnico que comandou o Juventus em 2012 será o substituto de Rogério Perrô

Brusque confirma Pingo como novo treinador para a Divisão Principal

Técnico que comandou o Juventus em 2012 será o substituto de Rogério Perrô

O Brusque confirmou o técnico Luís Roberto Magalhães, o Pingo, como novo comandante da equipe para o próximo ano. A data de apresentação do treinador deve ser anunciada nos próximos dias.

O namoro entre o Bruscão e Pingo já dura há um bom tempo. Mesmo antes de o clube fechar contrato com Rogério Perrô para a Divisão Especial, o técnico já era um dos favoritos para ocupar o cargo. Naquela oportunidade, o acerto não foi concretizado por questões financeiras.  

O nome do técnico entrou novamente em evidência com o projeto do clube para disputar a Série A. A primeira opção ainda era Rogério Perrô, mas o treinador paranaense pediu um tempo à diretoria do clube e perdeu a prioridade. Com isso, após uma semana de tratativas, a diretoria e Pingo entraram em acordo financeiro e fecharam o contrato.

Várias foram as características que motivaram a vinda do técnico para o Marreco, como relata Beuting. “Ele é um profundo conhecedor do futebol catarinense, inteligente e trabalhador. Estes fatores levamos muito em consideração para a contratação”. 

O diretor acrescentou que Pingo, que atuou como volante em times como Grêmio, Flamengo, Corinthians e Cruzeiro, sempre foi um líder dentro de campo. O fato de o ex-jogador ser extremamente motivador, também foi visto como uma característica fundamental para a escolha do técnico. “O sucesso é uma incógnita, mas esperamos e acreditamos que dará certo”.

Sobre o técnico
Após passar por diversos times de elite do país, Pingo aposentou as chuteiras, mas não se afastou dos campos. Como técnico, iniciou a carreira no Juventus, de Jaraguá do Sul, clube que mais tarde, diante de seu comando, conquistaria o acesso para a principal divisão do catarinense. Passou também pelo Caxias, de Joinville. 

Com 45 anos, atua há quatro como técnico. Diante de seu novo clube ressalta que desde a primeira conversa – antes da Divisão Especial – teve interesse em vir para o Marreco. “Sempre tive o desejo, também pelas pessoas que dirigem o Brusque. São pessoas que conheço. Honestas”.

Pingo revela que a expectativa é de formar uma equipe de um bom nível para o catarinense. “A tendência é fazer um time bem competitivo para buscarmos uma vaga para a Série D (Brasileiro). Este pensamento me motivou muito para que eu acertasse com o Brusque”. 

Pingo e a diretoria do Brusque terão a primeira reunião oficial após o treinador acertar com o clube hoje. Eles se encontram ao meio dia para iniciar a discussão do planejamento para 2014, bem como a data de apresentação de atletas e do próprio técnico.
Dispensas e reforços
O meia Junai também não aceitou a proposta de renovação e foi o último atleta a deixar o Brusque. Ele recebeu uma oferta de um time do interior de São Paulo e não defenderá o clube no ano que vem. Após perder boa parte dos jogadores que disputaram a segundona, a diretoria trabalha agora para segurar três nomes: o goleiro Fabão, o zagueiro Cleyton e o atacante Eydison.

Beuting revelou que a renovação do contrato do primeiro está mais próxima que as dos demais. Cleyton também está próximo do acerto. A negociação ocorre há dez dias. “Falta aquela conversa ao pé do ouvido para que a gente chegue num acordo final”, revela o diretor de futebol.

A maior expectativa é com relação ao atacante Eydison. O jogador virá na próxima semana para Brusque para negociar.  O clube já fez uma proposta ao atleta que, provavelmente, fará a contraproposta. Beuting afirma que o Marreco fará o possível para renovar com o jogador. “Ele é um cara que está muito valorizado pelo trabalho que tem feito e pelo desempenho aqui (Brusque). Mas vamos até o nosso limite para que possamos contar com esse atleta”.

Além destes jogadores, o Brusque já fechou contrato com um segundo volante que atua no futebol nordestino e um lateral-direito, que já jogou pelo futebol catarinense. A diretoria só anunciará os nomes após os jogadores assinarem. Beuting informou que as renovações e contratações de alguns atletas estão em ‘stand-bye’. Para a diretoria, é importante o aval do novo técnico para a tomada de algumas decisões.

No momento, a maior preocupação no clube é a parte financeira. O Brusque precisa atingir uma receita de 250 mil para o clube não ter prejuízos na Primeira Divisão do Catarinense. A diretoria do clube corre contra o tempo atrás de apoiadores em busca desta meta.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio