Brusque desencanta e goleia Juventus em pleno João Marcatto

Com atuação impecável, Marreco não encontra dificuldades e goleia rival por 4 a 0

Brusque desencanta e goleia Juventus em pleno João Marcatto

Com atuação impecável, Marreco não encontra dificuldades e goleia rival por 4 a 0

Bastou um campo seco e melhores condições do gramado para o Bruscão desencantar na Série B do Catarinão. Depois de duas jornadas apagadas na segundona, o Marreco reacordou em grande estilo ao conquistar uma vitória convincente em Jaraguá do Sul.

Jogando de pé em pé, a equipe dominou o Juventus dentro de casa e chegou a segunda vitória na Série B, com direito a um golaço de Cleyton ainda no primeiro tempo. No segundo, o time continuou soberano e Tony, Matheus Paraná e Eydison fecharam o placar.

O jogo

Rebaixados juntos no ano passado, Brusque e Juventus iniciaram a partida sob grande expectativa no João Marcatto. O Moleque Travesso motivado em razão da goleada na última rodada diante do xará Juventus Seará, enquanto o Bruscão tentando dar a volta por cima após tropeçar em casa contra o Operário Mafra.

Os times começaram o jogo se estudando, mas logo o Bruscão tomou às rédeas da partida, apesar de ainda abusar das bolas aéreas. Quando colocou a bola no chão, o Marreco engoliu o Juventus. O time de Jaraguá chegou a criar a primeira grande oportunidade da partida, em cruzamento de Colasso que quase surpreendeu Wanderson. Mas depois disso, só deu Bruscão.

Na melhor chance do Brusque antes do gol, Simião fez linda tabela com Eydison e chutou tirando tinta da trave. Com Matheus Paraná fazendo sua melhor partida junto com o elenco brusquense, Leandro Campos viu que o caminho para o gol estava pelo lado direito. E o treinador foi feliz.

Imediatamente após inverter Flavinho por João Neto, o lateral esquerdo sofreu falta no setor direito de ataque. Foi aí que o time abriu o placar. Em cobrança de falta ensaiada, Simião rolou para João Neto, o lateral chutou cruzado, Cleyton antecipou de letra e marcou um golaço no João Marcatto.

Ainda antes do fim do primeiro tempo, aos 40 minutos,Tony escorou e Simião mandou para as redes, mas a arbitragem marcou impedimento do atacante.

Etapa final
Sendo dominado pelo Brusque, o Juventus iniciou o segundo tempo com outra postura. A equipe tentou pressionar o Bruscão e deu a impressão que poderia até chegar ao empate. Mas jogando de forme inteligente, o time quadricolor se segurou, e quando chegou ao ataque foi fatal.

Em contra-ataque rápido aos 9 minutos, Matheus Paraná passou por dois marcadores e acabou derrubado. Pênalti indiscutível anotado pelo árbitro Willian Machado Steffens. Na cobrança da infração, Tony bateu com categoria, no canto oposto do goleiro, e ampliou.

Atordoado, o Juventus levou mais um golpe já na saída de bola. Matheus Paraná, livre, coroou a brilhante atuação e só completou para as redes do goleiro Cley: 3 a 0 Bruscão.

O terceiro gol deu fim a qualquer esperança de reação que o Juventus tinha na partida. O treinador Fábio Trindade chegou a queimar as substituições a que tinha direito, mas de nada adiantou. Era o Brusque que continuava mais próximo do gol. Em uma das jogadas, a equipe só não aumentou porque Simião errou passe que deixaria Eydison livre na cara do gol.

Mas o atacante ainda deixaria sua marca para fechar com classe a goleada. Aos 29 minutos, Matheus Paraná, de novo ele, avançou pela direita e cruzou para Eydison, completamente livre, estufar as redes de Cley. Foi o suficiente para a torcida do Juventus perder a paciência e deixar o estádio ainda antes do apito final.

Acompanhe a cobertura completa da partida nesta segunda-feira, 22, na edição impressa do MDD.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio