Brusque deverá receber reforço no efetivo das Polícias Civil e Militar

Acibr foi informada do aumento no efetivo ao realizar entrega de ofício solicitando melhorias 

Brusque deverá receber reforço no efetivo das Polícias Civil e Militar

Acibr foi informada do aumento no efetivo ao realizar entrega de ofício solicitando melhorias 

Pelo menos mais seis policiais civis, sendo dois delegados e quatro agentes de polícia, além de um número ainda maior de policiais militares, terão como destino de trabalho em Brusque e a região que compõe o 18º Batalhão de Polícia Militar e a Delegacia Regional de Polícia Civil.

A novidade foi anunciada na tarde desta quarta-feira, 22, momento em que a Associação Empresarial de Brusque (Acibr), representada por seu presidente Halisson Habitzreuter, reuniu-se com o secretário de Estado de Segurança Pública, Cesar Augusto Grubba, com o comandante da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Paulo Henrique Hemm e com o delegado geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Artur Nitz.

Na oportunidade, Habitzreuter apresentou documento assinado pela Acibr e pelas entidades ACIG (Associação Empresarial de Gaspar), CDL Brusque, AmpeBr, OAB Brusque, SIMMMEBr, Unifebe, CESCB, Sindilojas, Sifitec, Sinduscon, Sindivest, prefeitos de Brusque, Guabiruba, Botuverá, Gaspar e presidentes das Câmaras Municipais de Brusque, Guabiruba e Botuverá.

O documento solicitava oito agentes de polícia e dois delegados, após a formatura de policiais civis ainda este ano; 60 policiais militares, após a formatura da Escola de Soldados, a serem distribuídos nos municípios de Brusque, Gaspar, Ilhota, Guabiruba e Botuverá; a viabilidade de municipalização de uma das taxas estaduais para ser destinada a um fundo de reequipamento da Polícia Civil; e a vinda de um médico legista ao Instituto Geral de Perícias (IGP).

A reunião aconteceu no gabinete do secretário Grubba e contou com a presença do vice-prefeito de Brusque, José Ari Vequi; presidente da ACIG, Nelson Mário Küstner; vice-prefeito de Gaspar, Luiz Carlos Spengler; secretário de Desenvolvimento Econômico de Gaspar , Celso de Oliveira; vereadores de Brusque, Deivis da Silva e Joaquim Costa; e do diretor executivo da ACIBr, Cândido Horácio Godoy.

Habitzreuter ressaltou que não há desenvolvimento econômico sem segurança pública, e que com o aumento da população nos municípios da região, aumentou consideravelmente o número de ocorrências policiais, o que torna preocupante a defasagem no efetivo policial, tanto Civil quanto Militar.

O secretário Grubba disse concordar com os pleitos apresentados e com a preocupação das entidades, prefeitos e vereadores de Brusque e região. Falou das formações e concursos que estão em andamento e de todo processo de distribuição de novos policiais aos 295 municípios catarinenses.

O vice-prefeito de Brusque destacou que a Polícia Militar de Brusque é uma das mais bem equipadas do estado, por meio de recursos do Fundo de Melhoria da Polícia Militar (Fumpom), porém, a maior necessidade é o aumento em seu efetivo policial.

O secretário de Gaspar, Celso de Oliveira, enalteceu que o município tem ainda um agravante: o presídio instalado no limite com Blumenau, e que causa insegurança à população a cada ocorrência de fuga. “Estamos em uma ótima localização, entre os municípios de Brusque, Itajaí e Blumenau, cidades que crescem a cada ano, porém, nossa estrutura de Polícia Militar é muito defasada. Além disso, toda a nossa região está no foco do sequestro e roubo de cargas”, justificou.

Vinda de novos policiais
O delegado geral da Polícia Civil, Artur Nitz, anunciou que a princípio, seis novos policiais serão designados para Brusque, sendo dois delegados e quatro agentes de polícia. Ele comentou ainda que apesar de terem sido nomeados 240 novos agentes, apenas 138 se formaram e isso gerou uma grande dificuldade no momento da distribuição.

O secretário Grubba ressaltou que os números de policiais ainda não estão fechados, já que a secretaria e os comandos das próprias polícias estão analisando diversos critérios para que essa distribuição ocorra a contento.

O comandante da PM de Santa Catarina, Paulo Henrique Hemm, reconheceu o envolvimento das associações e do poder público de Brusque com a questão da segurança pública. “Gostaríamos que entendessem que não conseguimos dar o efetivo que todos buscam. Porém, com certeza nós vamos direcionar policiais para Brusque, até mais do que foi no ano passado”, garantiu.

Na avaliação do presidente da Acibr, a reunião foi bastante produtiva e com o anúncio de boas notícias para Brusque na área de segurança pública. “Pretendemos avançar os estudos sobre a municipalização de uma das taxas estaduais, para ajudar a Polícia Civil, a fim de que ela tenha maiores recursos para aquisição de equipamentos e materiais. Já sobre o IGP, com certeza iremos receber um novo médico na próxima distribuição de concursados, é só uma questão de tempo”, avaliou.

Homenagem
Ainda durante o encontro, o presidente da Acibr entregou uma placa em homenagem ao comandante da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Paulo Henrique Hemm, em reconhecimento aos serviços prestados ao município e região, e aos projetos desenvolvidos com crianças e adolescentes: Transitolândia e Proerd.

Hemm demonstrou surpresa pelo reconhecimento e se disse honrado em receber a homenagem em nome de todos os policiais que trabalham dia a dia e que são comprometidos com a sociedade. “Brusque é exemplo de município, do quanto a comunidade e as entidades se envolvem com a segurança pública, sempre preocupadas e buscando melhorias”, complementou.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio