Brusque é destaque nacional no teste da linguinha

Cerca de 2 mil crianças já foram atendidas no Centro de Especialidades Odontológicas

Brusque é destaque nacional no teste da linguinha

Cerca de 2 mil crianças já foram atendidas no Centro de Especialidades Odontológicas

A Secretaria de Saúde de Brusque é reconhecida como destaque no teste da linguinha. Este teste é realizado na primeira consulta odontológica em bebês de zero a 28 dias e serve para diagnosticar a anquiloglossia, alteração causada quando uma pequena porção de tecido permanece na parte de baixo da língua-freio causando a chamada “língua presa”.

O procedimento é realizado no Centro das Especialidades Odontológicas (CEO) e já atendeu aproximadamente de 2 mil recém-nascidos desde a instituição do programa, em 2016. Em média 100 bebês são avaliados por mês, e os que apresentam alguma alteração são imediatamente tratados e acompanhados de forma precoce para se evitar as limitações dos movimentos da língua.

As principais ocorrências estão relacionadas as funções de sugar, engolir, mastigar e falar. Aproximadamente 9% das crianças apresentam algum tipo de alteração e dependendo do grau de limitação existente, uma pequena intervenção, chamada de pique da língua, é realizada na parte inferior da língua, realizada pela cirurgiã-dentista.

“Com essa ação previne-se dificuldades na amamentação, possível perda de peso e principalmente o desmame precoce”, comenta a odontopediatra Rosana Gama Martins, responsável pelo trabalho.

Em Brusque, os bebês nascidos no Hospital de Azambuja, que possui convênio com os Sistema Único de Saúde (SUS), já saem com o agendamento para o teste que é realizado no Centro de Serviços em Saúde, no segundo andar (CEO), ao lado do terminal urbano. Esta ação obedece os princípios e objetivos da Rede Cegonha, que também preconiza outros atendimentos aos recém-nascidos.

Referência estadual e nacional
Por ser a pioneira no teste da linguinha neste formato, Brusque já é referência em Santa Catarina. Em 2018 houve uma capacitação estadual onde cirurgiões dentistas de outras cidades receberam orientação de como implantar o procedimento em seus municípios. Outros municípios fora do território catarinense, como Curitiba (PR), já procuram o CEO de Brusque em busca de orientações sobre o programa.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com o Ministério da Saúde, também estão em fase de elaboração de um curso “Conhecendo a Anquiloglossia através do sistema Teleducação”.

O conteúdo programático está sendo elaborado pela odontopediatra Rosana Gama Martins e demais cirurgiões dentistas que compõe o grupo de estudos da Secretaria de Estado da Saúde que será ministrado para outros municípios do Brasil.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio