Brusque e Marcílio Dias começam a decidir o título da Divisão Especial

Primeiro jogo da final será nesta quarta-feira (2), no estádio da Baixada, em Ibirama

Brusque e Marcílio Dias começam a decidir o título da Divisão Especial

Primeiro jogo da final será nesta quarta-feira (2), no estádio da Baixada, em Ibirama

O Campeonato Catarinense da Divisão Especial começa a ser decidido nesta quarta-feira, 2, no estádio da Baixada, em Ibirama. A partir das 20h30, Brusque e Marcílio Dias fazem o primeiro de dois jogos para saber quem é o melhor time da competição.

GALERIA
Será o quinto confronto entre as equipes durante o campeonato, em disputas que se estenderam muito além das quatro linhas, com direito a invasão de campo, brigas jurídicas e reversão de pontos no tapetão.
Promessa de jogo quente, assim como todas as demais partidas entre os clubes, que tiveram a vitória do Marinheiro em duas delas, além de um empate e uma vitória do Brusque, em jogo que não acabou e a vitória acabou sendo dada ao Marcílio Dias.

Apesar de todos os contratempos, o último com a queda do efeito suspensivo que dava direito de o Brusque decidir em casa e jogar por dois empates, o clima no Marreco não é de revanche. Os jogadores pregam respeito ao adversário, mas dizem que farão de tudo para conseguir a conquista para coroar todo o trabalho dentro das quatro linhas. 

Ressaltam também as dificuldades ‘extracampo’, em uma competição que ficou marcada pelos equívocos de arbitragem, sobretudo após a atuação de Edson da Silva no primeiro jogo entre as equipes pelo quadrangular final. Ronan Marques da Rosa, que também foi alvo de polêmica ao mandar voltar um pênalti convertido pelo Brusque na partida do returno da primeira fase, será o responsável por comandar a partida. Os auxiliares serão Eberval Lodetti e Jose Roberto Larroyd. Todos do quadro da CBF.
Os jogadores não comentaram sobre a arbitragem. A expectativa do técnico Rogério Perrô é de que ‘apenas não haja interferência externa’ nos confrontos decisivos. “O que espero é que possamos terminar estes dois jogos. Independente de quem conquiste o título, que seja com dignidade, com um resultado justo dentro de campo”.

Preparação
O Bruscão está praticamente pronto para o duelo. O meia Serginho teve o efeito suspensivo mantido e está confirmado. A última atividade da equipe antes da decisão foi o tradicional rachão. A ação foi realizada nesta terça-feira, 1, no campo do Lageado, em Guabiruba. O clima foi de descontração com a participação do roupeiro da equipe, Rodrigo Ferreira – carinhosamente chamado pelos atletas de ‘dez’ – em um dos times formados para a atividade. No fim, a equipe vermelha, de Ferreira, acabou derrotada por 2 a 1 pela a de amarelo, que tinha o goleiro Giovani como atacante. 
Eydison pode ser desfalque
O Bruscão pode ter um desfalque importante para a partida. O artilheiro Eydison pode ser poupado para a entrada de Roberto Jacaré. O atacante vinha jogando no sacrifício e Rogério Perrô cogita preservá-lo. “O Eydison está com muitas dores musculares. E sempre estivemos atentos a ele. Achávamos até que não ira conseguir finalizar alguns jogos, mas provavelmente terá condição de jogo”.

O treinador já definiu o substituto para a vaga de Santos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. É o camisa sete Cidinho, que depois de um bom tempo no banco, volta a iniciar uma partida. “O professor, desde o começo do campeonato, deixou claro que todo mundo era importante e chegaria uma hora que teria que usar todo mundo. Fiquei bastante tempo fora e respeitei a escolha dele. Agora, quero aproveitar a oportunidade de jogar a final e conquistar esse título”, afirma o atleta – que pretende voltar a balançar as redes após um bom tempo sem marcar. 

“A oportunidade de sair jogando é importante para mim. Tive lesão, fiquei alguns jogos fora. Depois voltei no banco entrando em alguns jogos. Espero fazer gols, dar alegria ao torcedor e trazer esse título para nós que é muito importante”.

O volante Fabinho espera um jogo difícil, mas lembra que a equipe provou em outros jogos que tem condições de trazer o título mesmo mandando a partida decisiva longe do Augusto Bauer. “A quantidade de torcedores que tivemos na última partida não teremos em Ibirama. Vamos sentir muito a falta, mas temos que estar preparados. Não é a única vez que aconteceu isso no decorrer da competição. Temos que procurar fazer o melhor para procurar a vitória”.

O jogador alerta que a equipe precisa ter atenção com o adversário e jogar com inteligência para conseguir reverter a vantagem marcilista. “Temos que manter o que vem sendo feito até agora. Jogar nosso futebol e ter muita atenção. É um título muito importante para nós, um confronto difícil, mas vamos buscar a vitória do início ao fim. Sabemos da vantagem que eles têm, mas  faremos  o nosso melhor”, garantiu.

Os ingressos para a primeira final entre Brusque e Marcílio Dias poderão ser adquiridos no local do jogo ao custo de R$ 15. A partida decisiva ocorre sábado, às 19h30 em Itajaí. O Bruscão deve entrar em campo com: Fabão; João Paulo, Negueti, Cleyton e Flavinho; Fabinho, Luís André e Eurico; Serginho; Cidinho e Eydison (Roberto Jacaré).
Divisão Especial
Final – Ida
Hoje 20h30 Brusque x Marcílio Dias Estádio da Baixada (Ibirama)

Final – Volta
sáb. 19h30 Marcílio Dias x Brusque Estádio Doutor Hercílio Luz (Itajaí)


Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio