Brusque empata com Hercílio Luz em casa pelo primeiro jogo da final da Copa SC

Placar de 0 a 0 não dá vantagens ao Bruscão, que terá que buscar o resultado fora de casa

Brusque empata com Hercílio Luz em casa pelo primeiro jogo da final da Copa SC

Placar de 0 a 0 não dá vantagens ao Bruscão, que terá que buscar o resultado fora de casa

Não há dúvidas de que o Brusque foi o melhor da grande final contra o Hercílio Luz pelo primeiro jogo da final da Copa Santa Catarina, mas como futebol é bola na rede, quem saiu com sorriso no rosto foi o time do Hercílio Luz, já que a partida terminou em 0 a 0. Com ataque nulo, mas boa defesa, o Leão leva para casa a vantagem de não ter sofrido gols fora de casa.

O jogo foi realizado na tarde deste domingo, 18, em São João Batista, no estádio Valério Gomes Neto. Com este resultado, o Bruscão precisará buscar o título no segundo jogo, a partida de volta que será realizada no estádio Aníbal Costa, em Tubarão, no próximo domingo, 25.

Bruscão absoluto
Sobraram poucos lances para o Hercílio Luz no primeiro tempo. O Brusque foi um time mais efetivo, com posse de bola e jogadas de ataque. O Leão até tentou algumas arrancadas, mas o ataque do time não teve efetividade para finalizar. Lima, que esteve ainda esse ano no Bruscão, sofreu com a marcação individual de Ianson.

A primeira chegada foi com o artilheiro Hélio Paraíba. Aos cinco minutos, uma bela jogada fez a bola parar na cabeça do centroavante que finalizou e ela passou perto. Aos 9, o atacante chegou a balançar as redes: em uma bela trama pela esquerda, novamente o cruzamento veio na medida, ele testou no capricho e mandou para o gol, porém estava impedido de acordo com o assistente.

Aos 12, o atacante seguiu tentando. A bola foi mal tirada pela zaga do Hercílio Luz e sobrou no pé do atacante que tentou o arremate e mandou pra fora. Aos 15, a primeira chance adversária: Deca fez boa jogada e passou por todo mundo na esquerda, cruzou para Lima que dominou e chutou, obrigando Julio Cesar a fazer boa defesa.

A pressão do Bruscão continuou, mas principalmente após os 30 minutos, a efetividade foi acabando. Os jogadores foram perdendo a paciência e arriscavam chutes de longa distância, errando todos. Em alguns lances a defesa do Bruscão também bobeou, como na chegada de frente para o gol de Junior Timbó, aos 30, e também de Juliano, aos 42. Nos dois lances os atacantes mandaram pra fora.

Assim encerrou a primeira etapa, com o Brusque na pressão, mas sofrendo com a defesa do Leão, enquanto alguns lances assustavam a torcida.

Teimou em não entrar
Não foi por falta de tentativa. O Bruscão brigou até o fim pelo gol. O Hercílio Luz não teve sequer um lance importante de ataque no segundo tempo. Dois gols perdidos cara a cara e uma bola no travessão simbolizaram a dificuldade que o quadricolor teve para abrir o placar. Para o Leão ficou barato o empate sem gols.

O lateral-esquerdo Airton abriu os trabalhos nas tentativas de gol. Provando-se grande cobrador de falta, ele acertou chute que Martins pulou para pegar aos 12 minutos. Aos 19 minutos, uma das melhores chances de toda a partida: a jogada deu certo, a bola sobrou com Eliomar na entrada da área, ele calibrou o pé, atirou e mandou muito perto da meta.

Pingo fez apenas uma substituição, colocando Tiago Pará no lugar de Safira e apostando no 4-3-3. Hélio Paraíba perdeu dois gols cara a cara. O primeiro foi aos 27, quando pegou boa bola na corrida contra apenas um marcador, invadiu a área e tentou o chute, mas saiu um peteleco nas mãos de Martins. Aos 31, cruzamento da direita, ele se esforçou, subiu e testou, mas ela foi pra fora.

Para finalizar com tons dramáticos, aos 46 o Brusque teve falta frontal. Novamente Airton foi para a cobrança. No chute bem colocado, ela caprichosamente tocou no travessão e saiu. Abdicando completamente do ataque, o Leão foi nulo lá na frente, mas saiu comemorando o empate sem gols em São João Batista.

Ficha técnica

Brusque

Julio César
Edilson
Ianson
Cleyton
Airton
Mineiro
Zé Mateus
Safira (Tiago Pará)
Eliomar
Jefferson Renan
Hélio Paraíba

Téc. Pingo

Hercílio Luz

Martins
Matheus Militão
Cleiton
Zé Antônio
Deca
Léo Costa
Capone
Juliano (Danilo)
Junior Timbó (Vinicius)
Bruninho (Junior Gaucho)
Lima

Téc. Edson Vieira

Data: 18/11/2018
Local: Estádio Valério Gomes Neto, em São João Batista
Hora: 17h
Árbitro: Ramon Abatti Abel
Assistentes: Thiago Americano Labes e Eli Alves Sviderski
Cartões amarelos: BRU – Ianson, Cleyton; HER – Léo Costa
Público: 986
Renda: R$ 11.410

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio