Brusque encara Chapecoense na Arena Condá com reforços na defesa

Após três partidas fora, zagueiro Clayton está à disposição de Pingo para duelo; Mineiro cumpriu suspensão e volta à titularidade

Brusque encara Chapecoense na Arena Condá com reforços na defesa

Após três partidas fora, zagueiro Clayton está à disposição de Pingo para duelo; Mineiro cumpriu suspensão e volta à titularidade

Desde a saída de Clayton, lesionado na partida contra o Figueirense válida pela estreia do returno, a defesa do Brusque nunca mais foi a mesma. A dupla Alexandre Carvalho e Neguete sofreu nove gols nas três partidas até aqui, sendo cinco deles na bola parada. Mas para o confronto com a Chapecoense o time conta com o retorno do xerifão que viajou até o Oeste com o elenco e fica à disposição de Pingo. A partida será nesta quarta-feira, 29, às 21h45, na Arena Condá.

Quem também está de volta é Mineiro, volante que cumpriu sua suspensão após acumular três cartões amarelos. Por outro lado, Leilson, peça importante para o time na temporada, está de fora do confronto por ter levado o cartão vermelho direto contra o Tubarão. Ele chutou o tornozelo do adversário e agora Pingo precisa encontrar a peça mais adequada para substituí-lo.

O confronto é considerado direto na luta pelo título do returno. Na terceira posição, o Bruscão pode encostar na Chape e impedir que a equipe dispare na liderança caso surpreenda na Arena Condá. Já se o Verdão vencer, se credencia como favorito e isola no topo.

Clayton viajou com o grupo e treinou, mas deve ficar na reserva. Foto: Márcio Costódio / Arquivo O Município

Vencer para seguir sonhando
Se quiser ser campeão o Brusque precisa pensar grande. O tropeço com o Tubarão é remediável, mas para isso será necessário compensar os pontos perdidos acumulando em outras disputas. No entanto, arrancar qualquer ponto que seja da Chapecoense será missão difícil.

Em 2016, com shows de Assis – atualmente apagado e criticado pela torcida – e Carlos Alberto, o Brusque garfou um importante ponto em Chapecó. Chegou a abrir 3 a 0 na Arena, mas no segundo tempo sofreu três gols, um de Maranhão, um de Silvinho e um de Bruno Rangel, vítima fatal do acidente com o avião Lamia, na Colômbia. A Chape sagraria-se campeã catarinense.

Possível time
O elenco está desde o início da semana em Chapecó e treinou nesta terça-feira, 28, mas ainda restam dúvidas na escalação. Pingo ainda não está confiante na estreia de Clayton, já que tem receio de que o atleta volte a lesionar. O mais provável é que ele seja banco de Alexandre Carvalho em mais uma oportunidade.

Dúvida maior ainda está no meio-de-campo. A saída de Leilson faz Pingo optar entre Assis, um meia de criação, e Marrone, nova contratação que ainda não estreou e faz um papel de maior marcação. Tudo dependerá da leitura do técnico quanto a partida contra um adversário que já aplicou até 7 a 0 em seus domínios este ano. Ricardo Lobo deve desfalcar mais uma vez a equipe

O possível time conta com: Rodolpho; João Carlos, Alexandre Carvalho (Clayton), Neguete e Carlos Alberto; Mineiro, Boquita, Assis (Marrone) e Eliomar; Belusso e Michel Douglas.

Como vem a Chape
O Verdão do Oeste não está para brincadeira neste returno. Depois de muita cobrança na etapa inicial o novo elenco da Chape faz boa campanha. São quatro jogos com três vitórias e apenas um empate, dividindo a pontuação com o Joinville mas superior em cinco gols no saldo.

A provável escalação da Chape será com: Artur Moraes; João Pedro (Apodi), Douglas Grolli, Luiz Otávio e Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antonio e Dodô; Arthur, Rossi e Tulio de Melo.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio