Brusque termina Joguinhos Abertos sem troféu pela primeira vez na década

Município teve a segunda menor pontuação em sete anos e repetiu a pior colocação

Brusque termina Joguinhos Abertos sem troféu pela primeira vez na década

Município teve a segunda menor pontuação em sete anos e repetiu a pior colocação

O quadro final de pontos da 30ª edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina revelou um cenário ruim para o esporte de base brusquense. Foi a pior colocação do município nos últimos sete anos, a 18ª. Das dez modalidades que viajaram para Caçador, foram acumulados apenas nove pontos. A competição foi realizada entre 22 e 29 de julho.

A mesma colocação, porém, se repetiu em 2013, quando o município marcou apenas seis pontos, sendo 2017 o ano com o segundo menor número de pontos feitos desde 2010, período que a Fesporte passou a publicar boletins completos. No entanto, essa foi a primeira vez desde 2010 que Brusque ficou sem troféu em nenhuma modalidade, seja de ouro, prata ou bronze.

Em comparação com 2016, em que Brusque terminou na 14ª colocação, a delegação foi ultrapassada por municípios com menos força econômica e, principalmente, tradição no esporte, como São Bento do Sul, Içara e Pomerode. Lages também ficou na frente nesta edição. Conseguiram acumular pelo menos um pontinho as modalidades de ciclismo, futebol, ginástica rítmica e vôlei de praia nos dois naipes. Tênis de mesa, natação, judô, tênis masculino e atletismo feminino não pontuaram.

Performance na competição
Principal esperança de medalhas, o futebol masculino, representado pela base do Brusque Futebol Clube, foi eliminado nas quartas de final para Forquilhinha. Mesmo assim, conquistou a sexta posição, somando um ponto. São Bento do Sul foi o grande campeão.

Os melhores resultados ficaram por conta do vôlei de praia. No masculino, a dupla brusquense conquistou a quarta posição e somou três pontos. Mais dois pontos foram acumulados pelas meninas do vôlei de praia, que alcançaram a quinta colocação.

Também em quinto ficaram as atletas da ginástica rítmica, o que acrescentou dois pontos na tabela para Brusque. O último ponto foi somado de maneira heróica pela dupla de ciclismo Bruno Sevegnani e Alan Labatut, que participaram das provas de contrarrelógio e estrada e ficaram na sexta posição.

Na natação, Brusque ficou na oitava posição do naipe feminino e nona no masculino. Pelo judô, a delegação brusquense ficou com a penúltima posição, a 17ª. O tênis de mesa terminou com a sétima posição, apenas uma abaixo das colocações que acumulam ponto. No tênis masculino, novamente Brusque pegou a sétima posição. O atletismo feminino de Brusque ficou com a 12ª colocação, uma das piores dos últimos anos.

Desempenho de Brusque nos últimos anos

2010 8º (22 pts)
2011 9º (25 pts)
2012 7º (47 pts)
2013 18º (6 pts)
2014 15º (18 pts)
2015 10º (36 pts)
2016 14º (13 pts)
2017 18º (9 pts)

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio