Brusque receberá maior parte das vacinas contra a gripe na próxima semana

Além dos postos de saúde, empresas e entidades oferecem vacinas com valores entre R$ 45 e R$ 120

Brusque receberá maior parte das vacinas contra a gripe na próxima semana

Além dos postos de saúde, empresas e entidades oferecem vacinas com valores entre R$ 45 e R$ 120

A rede de saúde pública de Brusque deve receber na próxima semana as primeiras doses das vacinas contra a gripe. A Vigilância Epidemiológica do município ainda não sabe a quantidade que será disponibilizada pela Secretaria de Estado da Saúde para a cidade.

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação em Santa Catarina será realizada de 17 de abril a 26 de maio. O Dia D de Mobilização Nacional, anunciado pelo Ministério da Saúde, ocorre no dia 13 de maio. No estado, a meta é que sejam vacinadas pelo menos 90% do público-alvo, o que representa 1,6 milhão de pessoas.

Em Brusque, 17 Unidades Básicas de Saúde (UBS) terão a vacina. Já no Dia D, mesmo nas unidades que não têm sala de vacinação receberão as doses (Nova Brasília, Volta Grande, Rio Branco, Santa Luzia, São João e São Pedro). Conforme a coordenadora da Vigilância municipal, Alícia Fagundes, os horários de imunização ainda serão definidos, porém, devem seguir os das UBS. A previsão é de que apenas na unidade central, situada no Centro de Serviços em Saúde, na praça da Cidadania, o horário seja estendido até as 20h.

Alícia acredita que em 2017 a procura pela vacina será maior, já que campanha abrange também os professores da rede pública e privada da educação infantil e do ensino superior. No total, 94,3 mil docentes devem ser vacinados em Santa Catarina. “Como não temos as doses, que serão buscadas na regional de Blumenau na semana que vem, não consigo precisar a meta, mas devido aos professores estarem no público-alvo deste ano acreditamos que a procura será maior”, diz a coordenadora.

Ela recomenda que assim que as doses chegarem na rede de saúde de Brusque, o cidadão deve procurar a UBS mais próxima da sua casa e fazer a imunização. “É melhor prevenir do que tratar alguma complicação. Com a vacina se evita a gripe, que se agravar pode gerar pneumonia, comum no inverno. Além disso, com a vacina se reduz as internações e até mortes”.

Rede privada e entidades
A Bravacinas, a Cidmed, o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Social do Comércio de Santa Catarina (Sesc) também disponibilizarão a vacina contra a gripe. A Bravacinas, inclusive, há duas semanas já tem as doses à disposição da comunidade. A gestora Elaine Salete Bieseck diz que de abril a junho a procura aumenta e que é importante que as pessoas se imunizem o quanto antes, já que a injeção leva de dez a 20 dias para começar a agir no organismo.

Na Cidmed a vacina começará a chegar na primeira quinzena deste mês. A principal demanda é de empresas. A administradora Rosângela Zanol destaca que, justamente por se imunizar antecipadamente, há um menor risco de contrair a gripe e de contagiar outras pessoas.

Já no Sesc a imunização acontecerá em duas datas: 29 de abril e 6 de maio, das 8h às 17h. Cerca de 1,2 mil dose serão disponibilizadas. Para os interessados na vacina é preciso fazer uma inscrição no local, apresentando a carteirinha do Sesc e escolhendo uma das datas.

A assistente de atendimento ao cliente, Micheli Coronetti, afirma que para fazer a solicitação da vacina o usuário precisa estar com o cartão dentro da validade e não possuir débitos com a entidade. As inscrições seguem até o dia 28 deste mês, porém, devem ser feitas o quanto antes, já que há um limite de doses.

No Sesi a imunização será aberta para a comunidade no dia 22 de abril, das 9h às 16h. Para os trabalhadores da indústria, depois do dia 13 deste mês. A enfermeira Viviane Strapasson Vanpven diz que desde o dia 13 de março estão abertas as inscrições para a vacinação, que devem ser realizadas no site (www.sesisc.org.br/vacina). Durante a inscrição, é feito o agendamento e os colaboradores das indústrias recebem no local de trabalho a equipe de imunização. Para a vacina é preciso carteira de vacinação e documento com foto.

Rede pública de Brusque
Vacinação de 17 de abril a 26 de maio em 17 UBS do município
Sem horário definido

Bravacinas
Vacina quadrivalente (adulto e infantil): varia de R$ 100 a R$ 120
Atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 18h, e no sábado, das 8h às 12h
Endereço: rua Felipe Schmidt, 415, São Luiz (próximo ao supermercado Archer)

Cidmed
Vacina tetravalente (adulto e infantil): R$ 100 (valor particular) / empresas: há valores diferenciados
Atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 18h, e no sábado, das 8h às 12h
Endereço: avenida Arno Carlos Gracher, 69, sala 03, Centro (próximo à autoescola Lideral)

Sesc
Vacina tetravalente (adulto e infantil)
Comerciários e dependentes/empresários e dependentes e idosos: R$ 45
Usuário e conveniado: R$ 70
*Crianças devem levar autorização dos pais
Vacinação: 29 de abril e 6 de maio, das 8h às 17h
Endereço: avenida Arno Carlos Gracher, a Beira Rio, 211, Centro

Sesi
Vacina trivalente: R$ 60
Vacina tetravalente: R$ 80
*Crianças menores de 9 anos só poderão receber a dose se tiverem sido imunizadas anteriormente
Vacinação: 22 de abril das 9h às 16h
Endereço: clínica no Centro Empresarial Social e Cultural de Brusque, 5º andar



Quem deve se vacinar?
Idosos:
60 anos ou mais;
Pessoas com comorbidade: pessoas que tenham HIV/Aids; transplantados de órgãos sólidos e medula óssea; imunodeficiências congênitas; imunodepressão devido a câncer ou imunossupressão terapêutica;cardiopatias; pneumopatias; asplenia anatômica ou funcional e doenças relacionadas; diabetes mellitus; fibrose cística; trissomias; implante de cóclea; doenças neurológicas crônicas incapacitantes; usuários crônicos de ácido acetilsalicílico; nefropatia crônica/síndrome nefrótica; asma e hepatopatias crônicas, e obesos;
Crianças: de seis meses a menores de cinco anos;
Trabalhadores de saúde;
Professores;
Gestantes;
População privada de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativas;
Puérperas:
Todas as mulheres no período até 45 dias após o parto;
Indígenas;
Funcionários do sistema prisional.

Fonte: Ministério da Saúde

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio