Brusque reencontra Porto neste domingo (18) tentando recuperar bom futebol

Depois de dominarem o início da Divisão Especial, times tentam fugir da crise. Adversário passou de sensação à lanterna da competição

Brusque reencontra Porto neste domingo (18) tentando recuperar bom futebol

Depois de dominarem o início da Divisão Especial, times tentam fugir da crise. Adversário passou de sensação à lanterna da competição

Há cerca de dois meses, Brusque e Porto se enfrentaram no Augusto Bauer para ver quem ficaria muito próximo do título do turno. O Marreco encarava a até então sensação do campeonato e precisava da vitória para se distanciar do rival na luta pela liderança.
O triunfo por 2 a 0, gols de Eydison e Alexandre Carvalho fez com que o clube abrisse cinco pontos e encaminhasse a conquista na rodada seguinte, em jogo contra o Hercílio Luz. No entanto, após a disputa, os dois times entraram em uma má fase que parece não ter fim. 
O Porto só somou um ponto nos últimos oito jogos. Foi logo no confronto seguinte ao jogo com o Brusque, quando a equipe empatou em 1 a 1 com o Concórdia. Depois disso, foram sete derrotas consecutivas. De melhor time do início da competição, o clube já passa a correr risco de rebaixamento. O Porto caiu para oitavo na classificação geral, com 15 pontos, apenas três à frente do Canoinhas, primeiro time que hoje estaria rebaixado. No returno, é o lanterna, ainda sem nenhum ponto conquistado.
Oscilação
O Bruscão também oscilou bastante após o confronto do primeiro turno, logo após o título, perdeu a invencibilidade em casa para Caçador na última rodada. Foi derrotado na sequência por Imbituba (1 a 0), venceu Tubarão e XV de Outubro por 2 a 1 e 3 a 0, respectivamente, empatou com Concórdia em 0 a 0, perdeu para o Marcílio Dias por 1 a 0 e não passou de nova igualdade em 0 a 0 com o Canoinhas. Foram duas vitórias, dois empates e três derrotas. Aproveitamento de apenas 38%.  Antes da conquista, o time tinha sete vitórias e um empate, com impressionantes 91,6%.
>>Leia também
A queda de rendimento elevou a pressão no CT Rolf Erbe. A vantagem de seis pontos sobre o Marcílio Dias na classificação geral também foi por água abaixo. O Marreco ainda vê Concórdia e Tubarão se aproximando. Somado a tudo isso, se preocupa com a possível perda de pontos na competição, o que fatalmente poderia por em risco a classificação no quadrangular final. A equipe, que entrou com recurso no STJD para reverter decisão do Pleno no qual perderia seis pontos, ficaria apenas dois pontos à frente de Imbituba e Caçador, hoje na quinta e sexta posição, respectivamente.
Diante de tudo isso, a semana no Bruscão foi de reflexão. Sentindo a necessidade de mudanças, o diretor de futebol, Carlos Beuting, e o presidente Danilo Rezini conversaram com o grupo de jogadores durante os treinamentos. Beuting cobrou mais comprometimento dos atletas. O treinador Rogério Perrô comenta que foi uma conversa positiva e que todos os jogadores sabem da necessidade de melhora imediata.
“Recebemos (a cobrança) com muito profissionalismo e responsabilidade. Em todos os clubes estamos preparados para ter cobrança nos resultados adversos, e o Carlos (Beuting) foi bem categórico, cobrou da maneira que tem que cobrar”, diz. “Tanto ele quanto o Danilo nos pagam em dia, nos dão condição para trabalhar. No primeiro turno, correspondemos até acima da expectativa. A preocupação é essa queda de rendimento que tivemos, mas continuamos muito fortes”, ressalta.
Brusque e Porto se enfrentam às 16h de domingo no estádio Antiocho Pereira, em União da Vitória (PR). Jonas Estevão da Silva apita a partida. Ele será auxiliado por Jefferson Luis Maciel e Waldemar Silvano Camargo.
O MDD faz a transmissão minuto a minuto da partida a partir das 15h45.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio