Brusque registra aumento de até 50% nas vendas para estrangeiros neste verão

O câmbio favorável é um dos principais itens que incentivou o investimento no município

Brusque registra aumento de até 50% nas vendas para estrangeiros neste verão

O câmbio favorável é um dos principais itens que incentivou o investimento no município

Argentinos, uruguaios e paraguaios são os turistas estrangeiros que mais visitam Brusque nesta época do ano. Hospedados em cidades como Balneário Camboriú e Bombinhas para a temporada de verão nas praias, eles costumam aquecer o turismo de compras no município. Em relação ao ano passado, 2016 registra aumento de até 50% na venda de produtos neste segmento.

Os locais mais visados pelos estrangeiros são os centros comerciais e as lojas de departamento. Segundo Dieison Araújo, gerente da JCanedo localizada na rodovia Antônio Heil, o poder de compra dos turistas estrangeiros dobrou em relação a 2015. Na loja, o aumento foi de 50%.

“A maioria são argentinos, mas também há uruguaios e paraguaios. Eles estão comprando bastante desde dezembro. E acredito que continue até o fim desse mês. Eles nos ajudam a melhorar a economia nessa época”, diz.

A Hiatto, localizada na Stop Shop, também registrou aumento de 50% nas compras dos estrangeiros em relação ao ano passado. A gerente da loja, Rosana Gonçalves, lembra que em 2015, a presença de argentinos, uruguaios e paraguaios foi praticamente nula.

“Esse ano teve bem mais público de estrangeiros. Ano passado praticamente não teve. Eles estão comprando principalmente porque estamos com promoções e eles gostam de aproveitar o preço baixo”, explica.

Além das promoções, o câmbio favorável também é outro item que incentivou os estrangeiros a investirem no município. Segundo a gerente da Tempero Brasil, do Stop Shop, Eunice Maria Estevão, o crescimento na loja foi de 40%.

“Aumentou realmente bastante em relação ao ano passado. Em 2015 quase não se via os estrangeiros por aqui. Eles vieram mais no final de março. Mas agora tem bastante. Eles vêm até o shopping, mas não compram tanto, querem mais promoções”, diz.

A gerente afirma ainda que geralmente os turistas de fora do país visitam os centros comerciais em excursões. A maioria deles, diz, fica hospedada em Balneário Camboriú. Por outro lado, os que visitam Brusque em carros particulares hospedam-se geralmente em Bombinhas.

Outra loja que comemora a presença dos argentinos, dos paraguaios, dos uruguaios e dos demais estrangeiros é WJ Acessórios. No estabelecimento, de acordo com a gerente, Jaqueline Machado, o aumento foi de 25%.

“Está sendo um dos melhores anos em relação à compra dos turistas estrangeiros. Eu acredito que continua assim até a metade desse mês, até porque as aulas já voltam. Na nossa loja de Balneário Camboriú, se não tivessem os turistas estrangeiros não teríamos batido a meta do mês”, conta a gerente.

Comunicação na base do portunhol
Com a chegada dos turistas estrangeiros, o idioma que circula pelos corredores dos centros comerciais e das lojas de departamento também muda. O cenário, no entanto, não altera as negociações. Segundo a gerente da Hiatto, Rosana Gonçalves, as vendedores conseguem “se virar”.

“A gente já atende há vários anos, então dá para se virar. Como o português e o espanhol são parecidos, nós conseguimos entender muitas coisas. Só para falar que é um pouco mais complicado”, diz.

Assim como Rosana, o proprietário das lojas Vaneg, Samuel Fritz, também diz que as funcionárias conseguem se comunicar com os clientes estrangeiros: “O espanhol é tranquilo, o básico todo mundo entende. Teria mais dificuldade se fosse a língua inglesa”, argumenta.

5,5 milhões de turistas
No último balanço parcial do turismo de Santa Catarina divulgado pelo governo verificou-se que nesta temporada de verão circularam pelo estado cerca de 5,5 milhões de turistas, entre catarinenses, estrangeiros e pessoas de outros estados do Brasil. De acordo com o secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello, os turistas estrangeiros são, principalmente, da Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio