Brusque sai na frente, mas cede empate para o Metropolitano

Partida termina em 2 a 2, e segundo gol do Metrô foi aos 46 minutos

Brusque sai na frente, mas cede empate para o Metropolitano

Partida termina em 2 a 2, e segundo gol do Metrô foi aos 46 minutos

Não foi dessa vez que o Bruscão venceu no Campeonato Catarinense. Depois de sair duas vezes na frente do Metropolitano em Jaraguá do Sul, o quadricolor cedeu o empate. O último gol do time de Blumenau foi aos 46 minutos do segundo tempo. Agora, o time de Brusque acumula dois pontos, com dois empates, uma derrota e nenhuma vitória. A partida foi válida pela terceira rodada da competição, no estádio João Marcatto, e iniciou às 17h.

 

 

Pressão contida

Fortalecido com a chega de um astro do futebol nacional e impulsionado por bom público no João Marcatto, o Metropolitano tomou conta de boa parte do primeiro tempo, pressionando. A defesa do Brusque, contudo, conseguiu abafar tudo, e Wanderson não fez nenhuma defesa difícil nos primeiros 45 minutos.

Assim que o tempo correu, a equipe do Brusque viu que não havia nada a temer. O novo camisa 10 do Metrô errou duas cobranças de falta, viradas de jogo e cruzamentos, e isso revigorou os visitantes. Aos 10 minutos, o quadricolor teve sua primeira boa chance. Alemão tentou cruzar mas acertou o travessão, assustando a torcida local.

Chance ainda melhor veio 15 minutos depois. Assis ganhou dos adversários na corrida e avançou dentro da área, mas demorou a finalizar e Bruno deu o bote na hora certa. Aos 25, foi a vez de Wanderson suar a camisa, com chutaço de Ramon segurado pelo camisa 1.

A partir dos 40 minutos, só deu Brusque, e o gol começou a amadurecer. Mas não foi de nenhum atacante ou mesmo meia o gol que colocou o Brusque na frente. Em briga no lado esquerdo, o quadricolor ganhou e cruzou para a ponta da área. A defesa do Metrô cochilou e ela sobrou nos pés do camisa 4, que matou ela no peito e finalizou no cantinho. Samuel caiu atrasado e só pegou vento, enquanto Maurício corria para comemorar. Pouco tempo depois, Léo Moura levou cartão amarelo por falta dura e reclamação, e na sequência o juíz terminou a primeira etapa.

Falhas defensivas

O quadricolor começou melhor o segundo tempo. Tanto que, logo aos sete minutos, já havia ampliado a partida. Em falta pelo lado direito, Assis colocou com precisão na cabeça do lateral Alemão. De casquinha, o atleta colocou no fundo do barbante.

Porém, assim que a bola voltou a rolar, o Metrô se mostrou aguerrido. Com a torcida pegando no pé, o time logo tratou de agir ofensivamente. Willian recebeu na pequena área e conferiu para as redes, em falha da marcação quadricolor.

O Brusque cozinhava a partida até o fim do segundo tempo, com boas chances de marcar o terceiro. Alemão acertou a trave e Assis obrigou Samuel a fazer boas defesas. Contudo, aos 46 do segundo tempo, em falha da defesa, uma falta muito perigosa foi cedida ao adversário. Com precisão, Harrison colocou no ângulo e empatou tudo, para delírio da torcida local. Na saída de bola, o árbitro apitou o fim da partida.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio