Brusque terá casamento coletivo com 50 casais

Cerimônia, idealizada pela AciBr e pelo Cartório de Registro Civil, reunirá funcionários de sete empresas

Brusque terá casamento coletivo com 50 casais

Cerimônia, idealizada pela AciBr e pelo Cartório de Registro Civil, reunirá funcionários de sete empresas

Casados no religioso há um ano e seis meses, Jackson Amorim, de 35 anos, e Karla Angeli, de 36 anos, oficializarão a união em cartório ao lado de pelo menos outros 50 casais em um casamento coletivo. Realizado pela Associação Empresarial de Brusque (AciBr) em parceria com o Cartório de Registro Civil, a cerimônia ocorrerá em setembro no teatro do Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque (Cescb).

“Eu considero a cerimônia religiosa mais importante, e essa a Karla e eu já tínhamos feito. Então agora vamos aproveitar para regularizar a nossa situação. É uma boa oportunidade pela questão da agilidade. Não precisamos fazer toda a correria relacionada ao cartório. Só precisamos entregar os papéis aqui na empresa e comparecermos no dia da cerimônia”, explica Amorim.

Ele trabalha no setor de contabilidade da ZM, uma das sete empresas convidadas. Além do casal, outros seis funcionários da instituição também irão participar do casamento coletivo. Segundo o técnico em segurança do trabalho e também funcionário do setor de treinamento e recrutamento da ZM, Edson Roberto Azevedo, é a primeira vez que a empresa participa de uma iniciativa como esta.

“Divulgamos o casamento nos murais dos setores da empresa, então o pessoal se inscreveu. Depois, os noivos nos encaminharam a documentação e nós encaminhamos para o cartório”, explica. Satisfeito com a participação dos colaboradores, Azevedo aprova a ideia. “Achei um número expressivo de participantes. Sabemos que é uma excelente oportunidade para o pessoal se regularizar, principalmente pela questão financeira. Muitos têm despesa com aluguel, filhos, estudos, escola e acabam deixando isso em segundo plano”, analisa.

Assim como Azevedo, o presidente da AciBr, Edemar Fischer, também ressalta a questão financeira do casamento. Ele afirma que o objetivo da associação e do cartório é regularizar o estado civil dos casais, uma vez que muitos deles já estão juntos há anos mas ainda não conseguiram oficializar a união.

“A Dioneia, responsável pelo Cartório de Registro Civil de Brusque, sugeriu o casamento e pediu nosso apoio. Nós topamos. É uma iniciativa muito boa para os funcionários das empresas. E não terá custo algum pra eles”, afirma Fischer. “Sabemos que é um projeto, então testaremos como será. Se der tudo certo pretendemos fazer novos casamentos com a abertura para outras empresas e entidades”, completa.

Ainda segundo o presidente, os casais ainda podem se inscrever nas empresas convidadas – Irmãos Fischer, Zen, ZM, 3RHO, Siemsen e Molas Brusque. Apenas podem participar do casamento funcionários das respectivas instituições que residem em Brusque. Fischer explica também que cada casal poderá levar quatro testemunhas no dia da cerimônia e cada empresa contará com padrinhos específicos. A cerimônia será realizada no dia 12 de setembro, às 16h.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio