Brusque terá centro de informações ao turista na praça Barão de Schneeburg

Antigo prédio da banca Jardim será usado pela administração municipal para implantar espaço

Brusque terá centro de informações ao turista na praça Barão de Schneeburg

Antigo prédio da banca Jardim será usado pela administração municipal para implantar espaço

A Secretaria de Turismo pretende instalar um centro de informações turísticas no prédio onde ficava a antiga banca Jardim, na praça Barão de Schneeburg. A proposta do secretário José Luiz Cunha, o Bóca, é que a pasta tenha um espaço no Centro da cidade em parceria com a Fundação Cultural de Brusque (FCB) para auxiliar os visitantes.

Bóca afirma que já levou o assunto ao prefeito interino Roberto Prudêncio Neto, que o apoiou. O secretário diz que também entrou em contato com a família Graf, que mantém a concessão, e tudo está acertado. As chaves já estão em poder da Prefeitura de Brusque para a utilização da edificação.

A banca Jardim, assim como os outros espaços na praça Barão de Schneeburg, pertence ao poder público. A prefeitura apenas faz a concessão para os estabelecimentos que funcionam ali. No começo deste ano, a tradicional banca fechou as portas, com isso, o prédio ficou desocupado. O contrato com os concessionários da banca se encerra em janeiro.

Bóca diz que o espaço é nobre e tem boa localização, por isso ele teve a ideia de criar um centro de informações turísticas. Ele viajou a outras cidades para conhecer a sua estrutura turística. O secretário diz que em Lages há um local de informações aos visitantes na área central que funciona bem, por isso ele também quer criar um espaço similar em Brusque.

O centro de informações será compartilhado pela Secretaria de Turismo junto a FCB. A ideia de Bóca é que apenas um funcionário trabalhe no local e que seja uma estrutura enxuta. “A Fundação Cultural vai escolher alguns produtos de artesanato e vai vender ali. O Turismo vai poder colocar livros de autores brusquenses e prestar informações”, diz. Também serão distribuídos panfletos e guias para os turistas.

“No dia 10 de janeiro começa a reforma”, diz o secretário de Turismo. Ele afirma que a administração municipal não tem muito dinheiro em caixa, por isso as adequações não serão grandes, a princípio. Segundo Bóca, os custos da implantação e manutenção do espaço serão divididos entre o Turismo e a Fundação Cultural.

Para Bóca, esta é uma ação que pode se refletir também em outros setores da economia brusquense. “O turismo acontece, mesmo com a crise e a alta do dólar. Na hora do descanso, o povo vai passear”, afirma. Antes da implantação do centro de informações turísticas, o prédio da banca Jardim abrigará a Casa do Papai Noel.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio