Brusque vence Foz do Iguaçu (PR) de virada fora de casa pelo Brasileirão Série D

Com gols de Junior Pirambu e Thiago Henrique, quadricolor assumiu liderança do grupo A15

Brusque vence Foz do Iguaçu (PR) de virada fora de casa pelo Brasileirão Série D

Com gols de Junior Pirambu e Thiago Henrique, quadricolor assumiu liderança do grupo A15

Em um jogo repleto de situações inusitadas, o Bruscão conquistou sua segunda vitória consecutiva no Brasileirão Série D. O time venceu Foz do Iguaçu (PR) fora de casa por 3 a 1 e assumiu a liderança de seu grupo. Os gols do Brusque saíram no segundo tempo, quando o time perdia por 1 a 0. Junior Pirambu duas vezes e Thiago Henrique saíram do banco e foram responsáveis pela virada.

A partida demorou cerca de 45 minutos para começar. Tudo porque o time da casa não providenciou médico para ficar na ambulância, algo que é obrigatório em partidas profissionais. De última hora, buscaram um profissional que foi ao estádio. O confronto, marcado para 16h, começou por volta das 16h45.

Ainda no segundo tempo, o goleiro Zé Carlos defendeu um pênalti, quando o placar apontava 2 a 1 para o quadricolor. O próximo compromisso da equipe será contra o Gaúcho (RS), no estádio Augusto Bauer.

Jogo frio
O cenário da partida era propício para o futebol apresentado pelo Brusque nos primeiros 45 minutos. A chuva fina, tempo nublado e poucos torcedores no estádio representaram a apatia da equipe no primeiro tempo de jogo. Depois dos mais de 40 minutos de espera pelo médico, a equipe parecia desconcentrada, e isso foi fatal para os primeiros minutos de jogo.

Com apenas 2 minutos de jogo, o Brusque conseguiu um escanteio. A bola foi tirada dali, e a defesa do time se desconcentrou inteira. Thomaz foi levando pelo lado esquerdo, Cleyton foi driblado duas vezes e o cruzamento chegou na área. Douglas, como homem surpresa, se levantou para cabecear para as redes e deixar o Azulão na frente.

Depois disso, só deu Brusque. O que faltou foi objetividade. Aos 5 minutos, Gama acertou um chute de fora que obrigou Felipe a fazer a defesa. Entre 16 e 20 minutos, ambos Vinicius e Fio perderam gols cara a cara, com dois cruzamentos certeiros de Edilson os quais eles cabecearam pra fora.

O Foz não conseguia atacar muito, porque a posse era toda do quadricolor, mas quando chegava levava perigo. Aos 27, Vinicius mandou chute cruzado pra fora, muito perto da meta de Zé Carlos. A melhor chance do Bruscão foi com 34 minutos. Na trama de contra-ataque pelo lado esquerdo, o passe chegou açucarado para Vinicius, que chutou tirando do goleiro e mandou na trave.

A partir disso, o Azulão soube administrar o resultado e matou tempo até o apito final de primeiro tempo.

Mudança fundamental
Apesar de voltar muito mais ligado e com vontade de vencer no segundo tempo, a solução para a virada veio do banco. Pelo segundo jogo consecutivo o técnico Waguinho Dias conseguiu encontrar resposta dos atletas que vieram da reserva e encontraram o caminho dos gols.

O empate simbolizou a importância da entrada de Junior Pirambú. Reserva nas duas partidas, ele entrou em campo e marcou no seu primeiro toque na bola. A cobrança de escanteio de Romarinho foi na medida, o jogador subiu no segundo pau e testou para as redes, abrindo o caminho para a vitória.

Thiago Henrique também foi presenteado com sua entrada, embora 90% do gol possa ser dado a Jefferson Renan. O atacante pegou bola de frente para a área e abusou da sua característica, que é o drible no mano a mano, passou por quatro jogadores e finalizou. A bola caprichosamente tocou na trave, mas sobrou com Thiago que enfiou o pé e meteu para as redes.

Mas apenas um minuto depois, veio o susto: pênalti para o Foz do Iguaçu. A cobrança de Arrison foi defendida por Zé Carlos, a bola sobrou com ele no rebote, mas mandou pra fora. O goleiro foi abraçado pelo time, e sua defesa deu a moral para a busca do terceiro gol.

Novamente, quem saiu do banco fez toda a diferença. Thiago Alagoano, que também entrou no segundo tempo, roubou bola no toque do goleiro Felipe e serviu Pirambú. Com a confiança no alto, ele limpou e chutou um foguetaço para as redes. Aí foi só aguardar o apito final para o Bruscão ser coroado com a vitória e a liderança isolada do grupo A15.

Ficha técnica

Brusque

Zé Carlos
Edilson
Ianson
Cleyton
Airton
Ruan
Gama
Romarinho
Jefferson Renan (Thiago Alagoano)
Fio (Thiago Henrique)
Vinicius (Junior Pirambu)

Téc. Waguinho Dias

Foz do Iguaçu

Felipe
Arrison
Douglas
Luiz Matheus
William Correa
Thomaz
André Oliveira
Vinicius
Juninho
João Guilherme
Luccas Brasil

Téc. José Negreiros

Data: 12/05/2019
Hora: 16h45
Local: estádio do ABC, em Foz do Iguaçu (PR)
Árbitro: Adriano Miranda (SP)
Assistentes: Alberto Masseira (SP) e Enderson Silva (SP)
Gols: FOZ – Douglas (2 min, 1º tempo); BRU – Junior Pirambu (15 min, 2º tempo e 36 min, 2º tempo), Thiago Henrique (24 min, 2º tempo)
Cartões amarelos: BRU – Fio

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio