Brusque volta a perder em casa para Joinville e não decola no Catarinense

Time sofre dois gols, reage e reduz mas não consegue o empate e JEC vence por 2 a 1

Brusque volta a perder em casa para Joinville e não decola no Catarinense

Time sofre dois gols, reage e reduz mas não consegue o empate e JEC vence por 2 a 1

Dois gols, um no fim do primeiro tempo e outro no início do segundo, foram o suficiente para que o Brusque se desestabilizasse completamente diante do Joinville. Embora tenha feito bom início de jogo, o abalo emocional dos gols adversários se tornou visível, e o elenco não teve um poder de reação capaz de reverter o placar da 10ª rodada do Campeonato Catarinense.

Jean Dias descontou em golaço de falta, mas não foi o suficiente. Placar final: 2 a 1 para o tricolor. A partida foi realizada na tarde deste domingo, 25, no estádio Augusto Bauer.

Pecado da bola
O Brusque fez um dos seus melhores primeiros tempos neste campeonato. Mas, no fim dos primeiros 45 minutos, o placar apontava vitória parcial do time visitante. Os mais diferentes clichês se encaixariam no que aconteceu na etapa: a bola pune; quem não faz leva; futebol é bola na rede.

Até o momento que a bola do zagueiro Lazio cruzou a meta de Dida, o time da casa sufocou o Joinville, que terminou todo o primeiro tempo sem conseguir dar um chute no gol. A primeira tentativa de gol quadricolor foi com Rafinha. Ele entrou na área na base da trombada, mas deu um peteleco e praticamente recuou para Matheus aos 18 minutos.

Aos 39, o goleiro do JEC precisou trabalhar de verdade. Jean Dias achou bola de frente para a área, limpou o marcador e mandou o foguete espalmado pelo camisa 1 do Coelho. Aos 43 veio a prova de que o Brusque não levou sorte no primeiro tempo: Rafinha cabeceou lançamento de Jean Dias, o goleiro espalmou pro lado, Carlos Alberto girou chutando o rebote mas o zagueiro Hélder tirou em cima da linha.

A torcida se empolgava e já aguardava para gritar gol. Mas a única que comemorou na primeira etapa foi a visitante. Aos 45 minutos, em falta cobrada pela esquerda, Lazio subiu mais que a defesa do Brusque e testou ela para as redes, tirando de Dida. O balde de água fria desestabilizou o Bruscão que não conseguiu reagir até o apito final da primeira etapa.

Golaço para desestabilizar
O meia Breno derrubou toda a estabilidade e a vontade de virar o jogo do Bruscão. Aos 2 minutos, marcou um golaço no Brusque – fato que vem se tornando recorrente neste campeonato. Ele pegou contra-ataque pela direita, seguiu avançando e quando todos esperavam o passe, experimentou um chute que fuzilou as redes. Dida não conseguiu achar nada e teve que engolir.

O Bruscão precisou descontar na bola parada. Jean Dias acertou uma bela cobrança de rara felicidade nas redes. Matheus nem saiu na foto. Contudo a reação parou por aí. Erros de fundamentos como passes e cruzamentos, além de um ataque muito fraco e limitado, foram fatores que levaram o quadricolor a encerrar a partida derrotado.

Por sorte, quase todos os adversários diretos na luta contra o rebaixamento também perderam. Contudo a diferença de dois pontos para o Tigre, primeiro no Z-2 pode ser revertida no complemento da rodada.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio