Brusquense participa da equipe de produção do filme Alguma Coisa Assim

Co-produção Brasil-Alemanha, longa estreia no dia 26 de julho em todo o país

Brusquense participa da equipe de produção do filme Alguma Coisa Assim

Co-produção Brasil-Alemanha, longa estreia no dia 26 de julho em todo o país

Nesta semana, estreia nos cinemas de todo o Brasil o filme “Alguma Coisa Assim”, que tem entre seus produtores o brusquense Fernando Sapelli.

O longa é uma sequência do curta-metragem homônimo dos diretores Esmir Filho e Mariana Bastos, premiado no Festival de Cinema de Cannes em 2006, e tem no elenco a atriz Caroline Abras (protagonista da série O Mecanismo, da Netflix).

Leia também:
Incêndios destroem cerca de 50 mil metros de vegetação em Brusque

Obras no pavilhão da Fenarreco estão cerca de 40% concluídas

As filmagens aconteceram em Berlim, na Alemanha. Na época, Sapelli estava morando na capital alemã e como já havia feito uma co-produção Brasil- Alemanha com o documentário “Exodus – De Onde eu Vim Não Existe Mais”, foi convidado para participar do projeto.

Caroline Abras e André Antunes são os protagonistas do filme | Foto: Divulgação

“Fico muito feliz em fazer parte do filme. A equipe era pequena, com pessoas de várias nacionalidades e muito alinhada. Foi uma experiência muito positiva”, diz.

A pré-produção e produção do longa durou cerca de um mês, já que foi inserido material que faz parte dos dois curtas que originaram o filme. “Foi uma produção rápida, porém, muito intensa”, destaca Sapelli.

“Alguma Coisa Assim” foi o primeiro longa-metragem de ficção produzido pelo brusquense, por isso, ele ressalta que a forma de trabalho é bem diferente de tudo que já produziu. “No documentário a produção é mais longa, a história e o roteiro se desenvolvem conforme os personagens. Já o roteiro de ficção é mais finalizado, as cenas são muito pensadas, é mais intenso. Você entra na produção sabendo a história que vai contar”.

Sapelli destaca que o filme contou com o apoio de empresas da região, o que, para ele, é uma forma de valorizar a cultura e a produção audiovisual independente. “Os filmes brasileiros têm viajado por todo o mundo, em festivais internacionais, vendas para canais estrangeiros e isso ajuda a fortalecer a presença do Brasil em outros países, assim como a criação de uma identidade cultural nacional, sem depender apenas de formatos de séries e filmes importados”.

Leia também:
Havan investe em eSports e na construção de gaming office 

Ciro Roza é multado em mais de R$ 240 mil pela Justiça

O brusquense define a história de “Alguma Coisa Assim” como “universal em todos os sentidos”. A produção de 1h20, mostra a relação livre entre Mari (Calorine Abras) e Caio (André Antunes), durante três fases diferentes ao longo de 10 anos. O filme vai mostrar o primeiro encontro dos dois (tema do primeiro curta-metragem homônimo) e outros dois momentos ao longo de uma década que os jovens se reencontram.

“É uma história que vai tocar muitas pessoas. Traz muitos questionamentos que fazem parte da vida de qualquer um, em qualquer país”, diz o produtor brusquense.

O filme teve sua estreia no Festival de Cinema do Rio de 2017, onde saiu premiado como melhor montagem. Foi vencedor de dois Coelhos de Prata no Festival Mix Brasil – melhor roteiro e melhor interpretação para Caroline Abras. Depois foi exibido nos Festivais de Guadalajara, Outshine Film Festival e Portland Film Festival, entre outros.

Assista ao trailer:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio