Brusquenses comentam expectativa de título do Campeonato Brasileiro

Torcedores de Palmeiras, Internacional, Flamengo e São Paulo revelam esperança na taça

Brusquenses comentam expectativa de título do Campeonato Brasileiro

Torcedores de Palmeiras, Internacional, Flamengo e São Paulo revelam esperança na taça

O Campeonato Brasileiro está na reta final – restam seis rodadas para o fim – e a torcida de quatro clubes já faz cálculos para saber as possibilidades de levantar esta taça. Em Brusque, torcedores de Palmeiras, Internacional, Flamengo e São Paulo acompanham com atenção as rodadas restantes, com fé na conquista de mais um título nacional.

Quem disparou na frente foi o Palmeiras, com cinco pontos a mais do que o vice-líder, Internacional. O Flamengo ficou apenas no empate nas últimas duas rodadas, e viu as chances de títulos diminuirem. Já o São Paulo corre por fora nessa briga, apenas com chances matemáticas de faturar o hepta.

Confira as expectativas de torcedores de cada um dos clubes que podem levantar a taça.

Veja também:
Árvores soterradas há mais de mil anos são encontradas em Brusque 

Cidades da região começam a organizar programação natalina 

Escolas públicas de Brusque e região estão com rematrículas e matrículas abertas 

Elenco robusto
Para o brusquense Matheus Obeidi, o diferencial do Palmeiras, líder e com campanha impecável – principalmente após a parada para a Copa do Mundo – é seu elenco. As peças de reposição, na ausência dos titulares, são fortes e capazes de alcançar os objetivos do alviverde.

Mas o principal fator que fez com que o time acumulasse tantos pontos e chegasse a um período tão longo de vitórias foi o técnico. “O Palmeiras tinha elenco e não tinha um time. Com o Felipão, montou dois times. É imbatível? Claro que não, não se faz milagre em tão pouco tempo em um país que o calendário não te permite treinar. Onde você não escolheu os jogadores. Mas o Felipão tem jogadores que ainda nem estrearam com ele e tem ótimo nível”, explica o torcedor.

Obeidi tem plena convicção de que o Verdão será o grande campeão do Brasileirão. Ele explica que a manutenção dos bons resultados é um bom motivo para explicar esta certeza. “Eu acredito pela regularidade que o time vem apresentando. O Palmeiras só depende dele mesmo. Qualquer pessoa que olhasse para o campeonato sem paixão clubista e tivesse de apostar em alguém, com certeza apostaria no Palmeiras”.

Surpresa colorada
Atual vice-líder, o Inter alcançou uma pontuação nesta altura do Campeonato Brasileiro que surpreendeu até mesmo Yan Becker dos Santos, que é colorado e mora em Brusque. O time veio de uma Série B e o anseio da torcida é que fizesse uma campanha razoável, mas superou expectativas.

Os resultados colocam o Inter, neste momento, como o principal adversário do Palmeiras na luta pela taça. “Não imaginava que o time estaria assim. Como o clube subiu esse ano para a Série A, eu achava que ficaria no meio da tabela”. Para ele, a sequência de jogos do colorado daqui para frente também motivam a esperança. “Se olhar a tabela, os jogos do Inter, em tese, são mais fáceis que Palmeiras e Flamengo”.

Para Yan, será a garra e a determinação da equipe, em conjunto com o treinador, que foi uma das surpresas do campeonato, que podem deixar esta taça no Beira-Rio após quase 40 anos sem conquistar o Brasileirão. “O título seria importante para o clube. Destaco o empenho do time e o esquema que o Odair Hellmann montou. A torcida que lota o estádio também pode ser o diferencial”.

Na conta do técnico
Apesar dos empates recentes e a queda na tabela, o Flamengo vem de uma sequência invicta, além de ter encontrado um padrão de jogo com a chegada de Dorival Junior. Não está nada perdido para o time da Gávea, que ainda busca a virada triunfal nas últimas rodadas.

Para o brusquense Marcel Paza, a guinada começou justamente após a chegada do experiente treinador. “Na minha opinião o Flamengo errou dois anos seguidos ao ter apostado em técnicos novatos para temporadas com tantas competições importantes. Até acredito no potencial do Barbieri, mas para dirigir o Flamengo tem que ser um treinador com mais experiência”.

Ele explica que as mudanças e a presença de Dorival transformaram a atuação do time em campo. “A equipe está com mais atitude, menos passes para o lado e mais jogadas verticais procurando o gol com velocidade. Antes o time tinha 65% de posse de bola e não chegava com chances de gol, isso mudou muito”. A esperança, para Paza, é que o Fla repita 2009. “Naquele ano estava assim e conseguimos o título, quem sabe e se Deus quiser em 2018 não se repete?”.

Veja também:
Rafael Horn, candidato da situação, apresenta propostas para a OAB-SC

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Bandido assalta família no bairro Fortaleza, em Blumenau

Deixou escapar
O São Paulo chegou a liderar o Campeonato Brasileiro, o que motivou a torcida a ter esperanças de mais um título nacional. Contudo, com o passar das rodadas, os tropeços vieram e o tricolor viu suas chances praticamente se dissolverem.

‘Pés no chão’, o torcedor tricolor Edivaldo Nicolodi diz que a vaga da Libertadores já estaria de bom tamanho. “Eu não tenho esperança nenhuma de título. Acho que tem muitos jogos difíceis, e a distância para o líder já é bem grande. Acho que muita gente acabou ficando decepcionada porque os resultados pós-Copa e a liderança em algumas rodadas deixaram a sensação que o título seria possível, mas uma vaga na direta na Libertadores já seria bom pra mim”.

Com um elenco não tão badalado, o tricolor conquistou importantes resultados na temporada. Mais uma vez, o técnico foi o fator fundamental, na opinião de Nicolodi. “Acho que o São Paulo tem boas peças que pelo esquema montado pelo Diego Aguirre deu muito certo em um momento do campeonato. Nenê, Diego Souza, Everton e João Rojas tinham bom entrosamento e acabaram contagiando o grupo, mas com a perda dessas peças por lesão, os resultados ruins e a pressão acabaram resultando numa queda de rendimento do time”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio