Brusquenses completam competição com quase 230 km de distância

Triatletas da Atribrusque levam, em média, 11 horas para completar o Ironman Floripa

Brusquenses completam competição com quase 230 km de distância

Triatletas da Atribrusque levam, em média, 11 horas para completar o Ironman Floripa

Os treze triatletas brusquenses que competiram o Ironman Brasil Florianópolis precisaram percorrer exatos 226,2 km entre natação, pedalada e corrida. Apesar do desafio extremo, todos concluiram a prova com sucesso. Alguns atletas chegaram a levar mais de 11 horas para cruzar a linha de chegada. O grupo faz parte da Associação de Triathlon de Brusque (Atribrusque). André Montibeller e Marcos Alexandre da Silveira terminaram na quinta posição de suas categorias, 25 a 29 Anos e 45 a 49 Anos, respectivamente, e portanto conquistaram vaga para o mundial de Ironman no Hawaii.

Conquistas pessoais

Segundo o presidente da Atribrusque, Gustavo Zierke, a conclusão das provas foi mais importante do que os tempos alcançados. Zierke ressalta que a carga de treinos é tão intensa que chega a superar a dificuldade da própria prova. “A prova é uma consagração deste tempo de preparação. Na maioria das vezes, são cinco meses de dedicação total”. O presidente valoriza o fato de que os atletas da entidade não são profissionais, e desempenham outros trabalhos durante a semana. “Eles precisam conciliar treinos, serviço e família e superar os seus limites”, explica.

Sem descanso

André Montibeller foi o triatleta que conseguiu a melhor posição entre os brusquenses. Montibeller terminou na quinta posição de uma das categorias mais disputadas, em que competem atletas de 25 a 29 anos. O brusquense terminou a prova com o tempo 9h16min58s, conquistando, também, a 57ª posição geral entre os quase dois mil atletas presentes. O tempo final para cada modalidade foi 55min35s de natação, 4h51min de pedal e 3h23min48s de corrida.
O resultado foi fruto de um treinamento pesado. Exatas 21 semanas antes da competição, Montibeller começou a se preparar. O triatleta chegou a treinar sete dias por semana, sendo na maioria das vezes em dois períodos do dia e em alguns somente em um período. Apenas a cada duas semanas, Montibeller folgava um dia. “Sou um atleta relativamente novo, e nem havia participado do Ironman ainda. Nesse ano decidi investir pesado neste evento”, explica.

 

Atletas da Atribrusque que participaram do Ironman e conclusão das provas

 

André Montibeller  (9h16min58s)
Guilherme Albani Neto (9h41min05s)
Marcos Alexandre da Silveira (9h43min55s)
Fabiano Martins (10h27min30s)
Eduardo Valle  (10h27min31s)
Murilo Moritz (10h40min43s)
Charles Albani Dadam (10h44min52s)
Luciano Garnica Camargo (10h53min14s)
Paulo Ricardo Soares dos Santos (11h02min02s)
Anderson Bertholdi (11h03min22s)
Gustavo Knihs Zierke (11h27min20s)
Cleber Soares (12h25min18s)
Carlos Trautwein Bergamaschi (12h47min35s)

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio