Burocracia para liberação de obra da barragem de Botuverá é criticada

Presidente da Câmara ressalta que obra está "em andamento", segundo página oficial do governo federal

Burocracia para liberação de obra da barragem de Botuverá é criticada

Presidente da Câmara ressalta que obra está "em andamento", segundo página oficial do governo federal

O presidente do Legislativo brusquense, Jean Pirola (PP), em seu pronunciamento na sessão de ontem, discursou contra a burocracia que toma conta da obra da barragem de contenção de cheias em Botuverá. O vereador reforçou a ideia de que uma força-tarefa política é necessária para pressionar pela liberação das licenças que faltam para o início dos trabalhos.

“É ‘burrocracia’ depender documentos de quem quer seja para proceder a liberação de uma obra importantíssima, que vai trazer segurança para a vida das pessoas. Precisamos cobrar isso dos nossos governantes”.

O vereador também criticou o fato de que, nas páginas oficiais do governo federal, financiador do projeto de implantação da barragem, a obra é dada como “em andamento”, desde junho deste ano.

“Diz que está em obras, mas não botaram um prego em Botuverá”, afirma. “Não podemos admitir esse tipo de informação equivocada para induzir a população ao erro”.

Pirola disse que, em março de 2015, o governo do estado, em reunião, fez uma promessa de que no máximo em 90 dias a obra seria iniciada. “Talvez o governo do estado passou para o federal que essa obra iniciaria, e por isso o governo divulgou isso na sua página oficial”, ressaltou.

Para o vereador Ivan Martins (PSD), a região só é “vítima da burocracia” por falta de força política e representatividade na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados. “Uma das razões é falta a representação politica, que nós não temos junto à Assembleia. Nossa região precisa se conscientizar em ter uma representação forte, aí teremos nossas obras liberadas”.


CURTAS

• O vereador Norberto Maestri (PMDB), o Kito, pede ao Executivo que faça a demarcação de vagas de estacionamento na praça Sesquicentenário para deficientes físicos e idosos, preferencialmente mais próximas da faixa de pedestres, visando facilitar o deslocamento. Afirma que a solicitação já foi encaminhada anteriormente, mas não foi atendida até o momento.

• José Zancanaro (PSD) solicita à prefeitura que verifique a possibilidade de implantação de uma rotatória em torno da praça existente entre as ruas São Pedro e Germano Fischer, ou ainda, a construção de uma lombada física nas proximidades desta praça. A intenção é trazer mais segurança aos veículos e pedestres que transitam pelo local.

• No dia 15 deste mês será feita uma manifestação, às 10h, pela implantação de uma clínica veterinária pública em Brusque. O vereador alega que há um problema de saúde pública relativo à população de animais de rua em Brusque e que a clínica seria uma das soluções.

• Foi aprovado ontem, em primeira votação, projeto de lei de autoria de José Isaias Vechi e Marli Leandro, ambos do PT, que institui a campanha de prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais denominada “Abril Verde”, em que poderão ser realizadas atividades relativas ao tema pelo setor público e privado.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio