Buscando atrair os sócios de volta para o clube, o Caça e Tiro Araújo Brusque programou um 2018 com vários eventos, que serão alguns dos principais investimentos deste ano. Além disso, o clube pretende focar parte de seus recursos na manutenção da infraestrutura, com reformas em vários setores. O local foi palco da primeira edição da Fenarreco e tem cerca de 800 sócios titulares.

“Nós percebemos que, aqui na nossa região, o pessoal não tem o costume de passar o dia no clube. Por isso, estamos investindo em lazer aqui dentro, para que as pessoas fiquem aqui conosco o dia todo”, diz o presidente André Ristow.

Para este ano, o Araújo Brusque já conta com vários eventos: no mês de abril será realizado o primeiro Música da Gente, que reunirá músicos de sertanejo de raiz e oferecerá pratos típicos do campo.

A festa de aniversário do clube, que acontece em julho, será, novamente, um baile do chope com jantar típico, assim como foi realizada no ano passado. Mais tarde, em outubro, vão repetir o Noite de Boteco, que aconteceu pela primeira vez no ano passado, uma noite com música e comidas “de bar”.

Além dos eventos programados, o clube decidiu priorizar, ao invés de novos investimentos, a manutenção da infraestrutura: segundo Ristow, estão sendo feitas reformas em vários setores, como o stand de tiro, que receberá novos equipamentos, e também no espaço da cozinha.

O clube conta com dois espaços de festa, um restaurante que abre todos os dias e serve cerca de 400 almoços diariamente, e o salão social, que é muito utilizado para eventos externos, como casamentos e formaturas. Segundo o presidente, são realizados lá, em média, 150 eventos por ano.

“As nossas áreas de lazer estão atendendo bem às nossas demandas, e o departamento social não vai receber tanto investimento esse ano. Estamos com o projeto de um campo de futebol todo orçado, pronto, mas não vai sair esse ano. Temos outras prioridades”, afirma.

Clube fica no Centro da cidade e é o mais antigo caça e tiro em atividade na América Latina. | Foto: Natália Huf

Segundo o presidente, o maior movimento é, diariamente, nas áreas de piscinas, tanto em época de temporada quanto durante o ano, nas atividades oferecidas.

Ristow afirma que as portas do Araújo Brusque estão sempre abertas para que a comunidade vá conhecer a estrutura e o funcionamento do Caça e Tiro.

Atividades
O Araújo Brusque, além dos salões para eventos, conta com diversos espaços de lazer, como as piscinas externa e interna, dois stands de tiro e locais destinados à prática de bolão e bocha – estes últimos em funcionamento há mais de 50 anos.

Piscina interna do clube foi inaugurada há cerca de 15 anos, e hoje é onde acontecem as aulas de natação e hidroginástica. | Foto: Natália Huf

“Hoje está tudo dividido em setores, com diretorias para cada segmento. Temos o departamento social, o de piscinas, de tiro, de bolão e bocha”, conta o presidente. O departamento de tiro existe desde o início do clube, e hoje são mais de 150 praticantes, entre tiro com arma longa (carabina) e curta (revólver). A equipe de tiro do Araújo Brusque, inclusive, já foi campeã em concursos estaduais de tiro ao alvo.

O clube oferece gratuitamente aos associados aulas de natação e hidroginástica, além de atividades que, embora não sejam gratuitas, são disponibilizadas a um preço mais em conta para os sócios, como aulas de yoga e de tiro, para quem tem o interesse de iniciar-se na prática que dá nome ao clube. “Para quem não é sócio, nós liberamos que seja trazido por um associado para conhecer as atividades e experimentar a aula de tiro”, diz Ristow.

Conheça o clube
O Clube de Caça e Tiro Araújo Brusque é o clube de tiro em atividade mais antigo da América Latina. Fundado em 1866, completará 152 anos em 2018; o município de Brusque, esse ano, completa 158. “A história do clube é diretamente ligada com a história da cidade. Boa parte da história de Brusque se passou aqui dentro”, afirma Ristow.

Segundo o presidente, o clube teve seu início com os imigrantes alemães, inclinados à prática do tiro ao alvo. “Até teve que ser mudado o nome durante o período da 2ª Guerra Mundial, pois tinha um nome alemão. Pelo que sabemos, hoje, é o clube de caça e tiro em atividade mais antigo da América Latina. A Fenarreco começou aqui, as quatro primeiras edições aconteceram no clube. É um clube que está no coração da cidade, bem no Centro.”

André Ristow é o presidente em exercício do Caça e Tiro. | Foto: Natália Huf

Desde janeiro do ano passado, Ristow está exercendo seu primeiro mandato como presidente do clube. Porém, ele conta que sua família está diretamente envolvida com a associação, afinal, seu pai, Ewaldo Ristow Filho, o antecedeu no cago e já exerceu a função por mais de dez vezes. Anteriormente, André foi presidente do conselho deliberativo, em dois mandatos.

Segundo o presidente, o maior movimento é, diariamente, nas áreas de piscinas, tanto em época de temporada quanto durante o ano, nas atividades oferecidas pelo clube.

Ristow afirma que as portas do Araújo Brusque estão sempre abertas para que a comunidade vá conhecer a estrutura e o funcionamento do caça e tiro. “Muita gente só conhece a parte da frente do clube, não sabe o que tem do salão para trás, e tem uma área de lazer muito grande”, afirma.

Clube de Caça e Tiro Araújo Brusque
Presidente:
 André Ristow (janeiro de 2017 – dezembro de 2018)
Fundação: 14 de julho de 1866
Endereço: 
Rua Hercílio Luz – 180/198
Telefone:
 (47) 3396-6871
Site:
 www.cacaetirobrusque.com.br

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980