Pela quarta geração consecutiva, uma grande porção de terra na região do bairro Lageado Baixo, em Botuverá, pertence à família Tomio. É na propriedade dos Tomio que termina a Travessia dos Lageados, entre Guabiruba e Botuverá, contando com uma cachoeira imponente de cerca de 30 metros. O acesso é privado e necessita de autorização dos donos.

Conhecida como Cachoeira do Lageado Baixo, a queda é pouco explorada. Aos visitantes que fazem a travessia, é um ponto que marca a chegada, portanto é parada obrigatória. Sua queda é deslumbrante, e é possível acessar o topo para quem for mais aventureiro, pela margem esquerda.

Embora a cachoeira tenha restrições para visitação, há apenas três anos a família Tomio decidiu abrir as portas de parte de suas propriedades para os visitantes interessados em experimentar momentos de tranquilidade e sossego junto à natureza. A partir de uma ideia que levou alguns anos para amadurecer foi criada a Pousada e Restaurante Tomio. O local é estruturado para acolher turistas e moradores da região que desejam apreciar o que há de melhor na culinária caseira botuveraense.

No local há chalés para passar a noite e assim apreciar os sons de pássaros, o relaxante barulho da água correndo no rio e sentir o ar puro penetrando os pulmões. A Pousada e Restaurante Tomio é uma chance de ter a vivência no campo, desligando-se da tecnologia e do estresse acumulado com o cotidiano urbano.

Queda é deslumbrante, e pode ter seu topo acessado pela margem direita / Foto: Cristóvão Vieira

Um dos atrativos mais procurados é a piscina natural, que vive lotada durante os verões. No amplo espaço verde, onde ficam os brinquedos de parquinho, há também um curso de água que embeleza o espaço, com uma ponte para atravessá-lo. Outros espaços à disposição são campo de futebol, quadra de vôlei e cancha de bocha. Pelo terreno estão dispostos quiosques com churrasqueiras.

Visão empreendedora

Por ser um município altamente preservado, em Botuverá é normal que famílias antigas e tradicionais possuam terras abundantes em recursos naturais. Mata nativa, nascentes de água, cachoeiras, árvores frutíferas e outros elementos que compõe um invejável ecossistema são bastante comuns nestas propriedades.

Locais assim vêm sendo cada vez mais procurados por aqueles que vivem na ‘selva de pedra’, onde o contato com a natureza é praticamente nulo. Contudo, ainda há certa resistência por parte dos donos das terras para que estes espaços sejam visitados.

Observando a oportunidade de obter uma renda extra aproveitando as próprias terras, a família Tomio investiu na estrutura rústica a aconchegante que hoje é destino de pessoas de todo o país. Turistas de São Paulo, Rio Grande do Sul e todo o estado de Santa Catarina almoçam, passeiam ou passam um fim de semana no lugar.

Doraci Dognini Tomio, proprietária, explica que a ideia já havia surgido há quase duas décadas. “No princípio eu não queria. Não gostava da ideia de trabalhar aos fins de semana. Só que há alguns anos nós trabalhamos em um lugar que tinha pousada, e pensamos que se fosse para trabalhar, que fosse em uma coisa nossa”.

Cachoeira é localizada onde termina Travessia dos Lageados. Foto: Ivo Leo Schmitz

Nos fins de semana, o restaurante funciona no estilo buffet livre. A gastronomia no estilo caseiro e do campo, com muita polenta e galinha, mas também variedade de carnes e massas. O restaurante abre também nos dias de semana, mas mediante reserva. Para passar o fim de semana, estão à disposição na pousada seis chalés. Com lotação máxima, é possível abrigar 45 pessoas.

Atualmente, a família vem buscando investir em divulgação e expansão do local. “Nós queremos ampliar a piscina e trazer mais pessoas para os chalés. Recebemos aqui principalmente pessoas que vêm visitar as cavernas, e podem aproveitar para almoçar ou passar o dia pela localidade”, afirma Doraci.

Cachoeira do Lageado Baixo
Endereço: Estrada Geral do Lageado Baixo
Acesso: Com autorização dos proprietários
Nível de dificuldade: Fácil
Riscos: Mínimos
Sinalização: Sem sinalização


Você está lendo: Cachoeira do Lageado Baixo


– Introdução
– Potencial turístico
– Parque das Grutas
– Morro do Barão
– Rebio da Canela Preta
– Floresta dos Xaxins
– Fazenda Alegre
– Travessia dos Lageados
– Trilha das Minas Abandonadas
– Travessia ao Faxinal do Bepe
– Trilha dos 100
– Trilha do Graff
– Recanto Feliz
 Cachoeira do Bégo
– Cachoeira do Venzon
– Salto do Sessenta
– Cachoeira da Água Fria
– Rio Itajaí-Mirim
– Roteiro turístico