Caco Ciocler e Carmo Dalla Vecchia se apresentam em Brusque nesta sexta-feira

Em conversa com a imprensa, atores contaram sobre a peça "Caesar - Como construir um império"

Caco Ciocler e Carmo Dalla Vecchia se apresentam em Brusque nesta sexta-feira

Em conversa com a imprensa, atores contaram sobre a peça "Caesar - Como construir um império"

No início da tarde desta sexta-feira, 4, aconteceu coletiva de imprensa no Innovare Executive Hotel para falar sobre o espetáculo “Caesar – Como construir um império”. Os atores Caco Ciocler e Carmo Dalla Vecchia, juntamente com o produtor e diretor da PrismaCultural, Sérgio Valle e a produtora executiva Vivian Vineyard, falaram sobre a peça , que será apresentada hoje, às 19h30 e às 21h no teatro do Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque (Cescb).

De maneira descontraída os atores falaram com os jornalistas e com os empresários que apoiam o 2º BQ (em) Cena. Eles contaram sobre a peça, diferenças entre teatro e televisão e apresentaram um pouco sobre suas trajetórias profissionais.
Ciocler diz que é uma honra fazer Shakespeare em 2015, já que segundo ele, as obras do autor são sempre atuais. Ele ainda afirma que a televisão e o teatro são dois territórios completamente distintos. “O teatro possibilita encontros únicos. É o local onde você pode dizer como a vida poderia ser”.

Dalla Vecchia diz que o teatro é um processo mais artesanal, no qual são dedicados períodos longos de ensaios. “É preciso pensar como comunicar para quem está assistindo. São duas técnicas muito diferentes”, afirma.

A história
Maior peça política escrita por William Shakespeare, Caesar é sua obra-prima acerca do funcionamento, do significado, das ambiguidades e sutilezas que envolvem o jogo do poder. Retrata a conspiração contra o governante romano Júlio César, seu assassinato e as terríveis consequências. Liderados por Brutus, um grupo de senadores trama o assassinato de César. Após sua morte, Brutus profere à população um discurso que justifica o crime contra o Imperador, e é tido por todos como herói nacional. Marco Antonio, então, rebate com outro discurso que contrapõe os argumentos de Brutus, e coloca toda a população contra ele. Trava-se então uma guerra civil em Roma, sob o governo de Marco Antônio. No palco, os atores Caco Ciocler e Carmo Dalla Vecchia se alternam entre os quatro personagens centrais da narrativa, num procedimento cênico que traduz a ideia de que os discursos são cambiáveis em política, podendo mudar ou pertencer a qualquer homem, dependendo do lado em que se está.

>> Na edição de terça-feira, 8, confira matéria na íntegra.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio