Cadeirantes enfrentam dificuldades de acesso em Brusque

Em alguns locais públicos, acesso é somente por escadas

Cadeirantes enfrentam dificuldades de acesso em Brusque

Em alguns locais públicos, acesso é somente por escadas


Para quem é cadeirante, deficiente físico ou visual, idoso, ou tenha alguma dificuldade de locomoção, transitar pelas ruas de Brusque e chegar a determinados locais é uma verdadeira maratona de desafios e superação. 
O cadeirante Thomas Rosembach, 22 anos, é um dos moradores de Brusque que diariamente enfrenta dificuldades, entre elas a de ter acesso a alguns prédios públicos da cidade. 

Para verificar como está a acessibilidade e ver quais as principais dificuldades de quem tem dificuldades de locomoção, o Jornal Município Dia a Dia acompanhou o cadeirante em alguns  locais. 

O “teste da acessibilidade” foi feito na Policlínica, nas Delegacias Regional e da Comarca, na Arena Brusque e no Pavilhão da Fenarreco. 
**Confira a reportagem completa, o que foi encontrado em cada local e o parecer dos órgãos responsáveis, na edição impressa do MDD desta sexta-feira, 31 de agosto. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio