Câmara de Brusque rejeita projeto popular e mantém aumento no número de vereadores em mais cinco cadeiras

Com sete votos contra três, projeto 10 Tá Bom foi derrubado na sessão extraoridnária desta terça-feira, 14 de junho

Câmara de Brusque rejeita projeto popular e mantém aumento no número de vereadores em mais cinco cadeiras

Com sete votos contra três, projeto 10 Tá Bom foi derrubado na sessão extraoridnária desta terça-feira, 14 de junho

População acompanhou a votação na tarde de quarta-feira, 14 – Crédito: Marcio Costódio / MDD


A Câmara de Vereadores de Brusque, e
m sessão extraordinária realizada nesta terça-feira, 14 de junho, rejeitou o projeto de iniciativa popular que pedia a permanência de dez vereadores, denominado “10 Tá Bom”.

A votação, que teve início às 13h30, teve como resultado sete votos contra o projeto popular e a três a favor.


Votaram contra o projeto: Celso Carlos Emydio da Silva, Jonas Oscar Paegle, Ademir Braz de Souza, Eduardo Hoffmann, Vilmar Bunn, Dejair Machado e Roberto Pedro Prudêncio Neto. 
A favor do projeto: Valmir Coelho Ludwig, Alessandro André Moreira Simas e Edsom Rubens Müller.

Durante a sessão, os vereadores também votaram pela manutenção dos salários de legisladores, prefeito, vice-prefeito e secretários. Com esta decisão, permanece para a legislatura 2013-2016 os mesmos valores de salários definidos em 2008.

**Confira a cobertura completa da sessão extraordinária da Câmara de Brusque na edição impressa do Jornal Município Dia a Dia desta sexta-feira, 15 de junho.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio