Câmeras de videomonitoramento começam a ser instaladas em Guabiruba

Equipamentos do programa Bem-te-vi estarão em nove pontos da cidade

Câmeras de videomonitoramento começam a ser instaladas em Guabiruba

Equipamentos do programa Bem-te-vi estarão em nove pontos da cidade

As câmeras de videomonitoramento do programa Bem-te-vi começaram a ser instaladas nesta semana em Guabiruba. Os equipamentos estarão em nove pontos diferentes da cidade. Até o momento, toda a parte do cabeamento de fibra óptica, que faz a transmissão das imagens captadas no aparelho até os computadores onde será feito o monitoramento, foi finalizada, em parte com recursos do governo do estado – que oferece o sistema para diversas cidades do estado – e da prefeitura da cidade.

O prefeito de Guabiruba, Matias Kohler, diz que o cabeamento de fibra óptica fornecido pelo governo do estado não era o suficiente para cobrir todos os pontos da cidade, o que obrigaria a Polícia Militar a colocá-las nos pontos centrais do município, muito próximas. “Nos últimos meses fizemos uma licitação e conseguimos comprar esses cabos, que servem para transmitir a imagens de segurança das escolas e prédios públicos daqui. Por isso, oferecemos a eles a possibilidade de usar o nosso cabo de transmissão para as câmeras Bem-te-vi também”, revela.

Graças a parceria da prefeitura, foi possível abranger outros pontos, além da região central da cidade, como os bairros Aymoré, São Pedro e Pomerânia. Como é um processo demorado, mesmo com a instalação dos cabos de fibra óptica e dos postes que irão receber os equipamentos, o prazo para que os aparelhos comecem a funcionar ainda é indeterminado.

Segundo o tenente-coronel Moacir Gomes Ribeiro, comandante do 18º Batalhão da PM de Brusque, que também atende o município vizinho, para definir os pontos de monitoramento em Guabiruba, foram utilizados os mesmos critérios usados na definição da colocação dos aparelhos em Brusque: locais onde existe o maior número de ocorrências atendidas pelo Centro de Operações da Polícia Militar (Copom); onde existe grande concentração de pessoas e estabelecimentos comerciais; e onde há muitos acidentes de trânsito, além das saídas do município.

Já o monitoramento das imagens das câmeras de segurança será feito, de acordo com Gomes, no novo prédio do Copom que será finalizado em breve na sede do 18º Batalhão da PM. “Ele será monitorado aqui, mas os policiais militares de Guabiruba terão acesso as imagens em tempo real [pelo computador da sede da PM de Guabiruba, anexo à delegacia de Polícia Civil]”, conta.

Pontos do videomonitoramento

Entrada da rua Antônio Carminatti, próximo ao limite com Brusque, no São Pedro
Rua Pomerânia – próximo à escola municipal Paulo Schmidt
Entre as ruas Prefeito Carlos Boos e Pedro Keller, no Aymoré
Rotatória do bairro Lageado Baixo
Semáforo do bairro Guabiruba Sul
Próximo à ponte Frederico Schlindwein, no bairro Imigrante
Rua Brusque
Praça Theodoro Debatin
Entre as ruas 10 de Junho e Henrique Dirschnabel

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio