Campanha de castração de cães e gatos está atrasada

Dos 400 animais cadastrados na primeira etapa, mais de 200 ainda estão aguardando a cirurgia

Campanha de castração de cães e gatos está atrasada

Dos 400 animais cadastrados na primeira etapa, mais de 200 ainda estão aguardando a cirurgia

A segunda Campanha Municipal de Castração em Brusque que tinha expectativa de até julho para castrar aproximadamente 400 animais, entre cães e gatos, não foi alcançada. Os animais cadastrados em fevereiro começaram a ser chamados somente em maio. Mais de 200 animais da primeira etapa da campanha ainda não fizeram a cirurgia, e a intenção é fazer a segunda etapa de cadastramento e castração até o fim do ano. A campanha promovida pela prefeitura tem como objetivo diminuir a reprodução, o abandono de animais e a proliferação de doenças transmitidas por eles. 

Segundo a Secretaria de Saúde, o saldo é de 273 animais para serem castrados ainda este ano, mas o tempo depende das clínicas veterinárias responsáveis pelas cirurgias. A secretária de Saúde Maria Aparecida Morelli Belli, explica que houve demora no cadastramento das empresas. “Teve uma demora do contrato por parte das empresas que não vieram cadastrar. Mas agora já estão acontecendo as cirurgias. As clínicas tem os cadastros e chamam o dono do animal”, diz ela. O cadastro foi realizado em fevereiro nos bairros Dom Joaquim, Águas Claras, Limeira e Steffen.

A voluntária da Associação Brusquense de Proteção aos Animais (Acapra), Thais Nunes Rosa, conta que a instituição auxiliou nos cadastros e conta que tem recebido inúmeras ligações a respeito da campanha. Os donos de animais questionam a demora para a cirurgia e alegam que alguns animais até já procriaram. “Não é responsabilidade nossa. Fizemos um trabalho voluntário ajudando nos cadastros, mas a campanha é da prefeitura”, explica. 
Como ajudar

Atualmente Brusque conta com a Acapra para auxiliar nas denúncias e atendimento a casos de maus tratos e abandono de animais. A instituição não tem sede nem abrigo e conta com dez a 15 voluntários que fazem o possível para ajudar. “Tentamos fazer a diferença, mesmo não podendo ajudar todos os animais”, diz a voluntária Thais. Segundo ela a população desconhece a função da Acapra e acha que a instituição recolhe qualquer animal de rua, quando na verdade só acolhe cães e gatos em estado de saúde grave. “Não temos um abrigo e nem é nossa intenção ter, porque não temos um modelo para seguir, hoje não existe nenhum exemplo que dá efetivamente certo”, explica ela.

Hoje a instituição se mantém com doações e eventos beneficentes, mas a dívida com as clínicas veterinárias da região ultrapassa os R$ 50 mil em serviços. Os animais recolhidos recebem tratamento, são castrados e depois de recuperados vão para adoção. Enquanto não são adotados ficam em lares temporários, na casa dos próprios voluntários. 

De acordo com a voluntária a dívida é por serviços prestados como cirurgias e até diárias quando os animais não tem outro lugar para ficar, como o cãozinho Caio. O cachorro ainda filhote foi adotado, mas nasceu com uma doença e foi devolvido pelo dono quando percebeu a deficiência. Ele precisou operar as duas patas traseiras e hoje se recupera na casa de uma voluntária. Só as cirurgias de Caio custaram cerca de R$ 1.500 para a Acapra.
 
Recursos

A instituição promove no dia 13 de setembro uma ação entre amigos em que sorteará um carro. O evento marcado para 10 de agosto foi adiado por causa das baixas vendas das cartelas, por isso a Acapra pede a colaboração e participação da comunidade. A cartela custa R$ 150 e dá direito a dois cachorros quente e dois refrigerantes, além da participação no sorteio de vários prêmios entre eles um Celta 0km. As cartelas podem ser encontradas no Hospital Veterinário SOS Animais, na Clínica Fofinhos, na Clínica Cãopanheiro e No Pet Center Brusque. 

Em defesa dos animais, a Acapra promove ainda a Marcha da Defesa Animal, no próximo domingo, 25 de agosto. A caminhada pede medidas e punições mais rígidas para maus tratos em animais, além se manifestar contra o abandono e a violência dos bichinhos. A marcha tem saída marcada às 13h na praça Barão Schneeburg e segue até a prefeitura. A instituição pede que os participantes vistam camiseta branca.
Para ajudar a Acapra você pode doar rações, ser lar temporário para animais ou ainda doar qualquer quantia através de depósito bancário. Para saber mais, entre em contato com a instituição através do email acaprabrusque@gmail.com ou pelo Facebook.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio