Campanha nacional de combate ao câncer tem destaque em Brusque

Diversas ações serão realizadas, inclusive um encontro com palestras em Guabiruba

Campanha nacional de combate ao câncer tem destaque em Brusque

Diversas ações serão realizadas, inclusive um encontro com palestras em Guabiruba

A campanha Preciso Viver foi lançada em Brusque na terça-feira, 10, com manifestações e atividades com o objetivo de sensibilizar e conscientizar as autoridades competentes sobre a velocidade de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

A iniciativa é organizada pela Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer (RFNCC), que está promovendo atividades por todo o país. É a primeira edição da campanha, que será realizada sempre na primeira quinzena do mês, em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Câncer, em 8 de abril.

A manifestação tem o objetivo de garantir a aplicabilidade e eficácia da Lei 12.732/2012, que estabelece prazo máximo de 60 dias para que as unidades SUS realizem exames diagnósticos e tomem as medidas que forem necessárias em prol da saúde do paciente. O projeto de lei 3752/12 reduz o prazo para 30 dias.

Em Brusque, já foram realizadas panfletagens e orientações a pacientes no último sábado, 7, na praça Barão de Schneeburg. A programação também incluiu um pronunciamento da presidente da Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer, Sônia Maria Rieg Fischer, na sessão da Câmara de Vereadores de Brusque na terça-feira, como abertura da campanha.

Já ontem foi realizado um encontro com palestras entre todas as pacientes dos grupos das Redes Femininas de Combate ao Câncer (RFCC) de Brusque e São João Batista, no sítio da família Fischer, em Guabiruba.

Na RFCC de Brusque, 90 pacientes estão cadastradas, enquanto mais de 2 mil estão registradas em Santa Catarina. “Pode parecer um número pequeno diante da população do Estado, mas são 2 mil pacientes que são acolhidos de forma humanizada, envolvendo muito amor e carinho. Isto resulta em melhora da qualidade de vida, gerando autoestima, muitas vezes antes inexistente, fazendo com que as pacientes ganhem forças para lidar com a doença e tenham vontade de viver”, afirma Sônia.

As fotos que ilustram a campanha nacional são de pacientes brusquenses. Foi feita uma seleção pela rede nacional, com fotos de todas as redes estaduais sendo enviadas. Por fim, as fotos escolhidas foram mulheres de Brusque. “Isto muito nos orgulha, por ser a primeira campanha da Rede Feminina de Combate ao Câncer em nível nacional.”

“A nossa luta é para que os pacientes, que já sofrem ao descobrir que tem a doença e ao iniciarem um tratamento tão agressivo, recebam o mínimo de cuidado, de apoio, de atenção.São milhares de pessoas diagnosticadas e que não podem ficar esperando por muito tempo”, afirma a presidente da RFNCC, Carmen Campelo.

Segundo Carmen, a defasagem da tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos fatores que comprometem o atendimento eficaz nos hospitais. Com os hospitais sem receber o valor necessário para arcar com as despesas dos procedimentos, as chances de cura diminuem, pois o tratamento não estaria à altura do problema.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio