Campeões do Moleque Bom de Bola serão definidos nesta quinta-feira, 28

O projeto englobou estudantes das redes municipal, estadual e particular de ensino de Brusque em sua fase municipal

Campeões do Moleque Bom de Bola serão definidos nesta quinta-feira, 28

O projeto englobou estudantes das redes municipal, estadual e particular de ensino de Brusque em sua fase municipal

O estádio Augusto Bauer, palco dos jovens talentos brusquenses na fase municipal do Moleque Bom de Bola, recebe nesta quinta-feira, 28, as decisões da competição. O projeto, realizado em todo o estado, englobou estudantes das redes municipal, estadual e particular de ensino de Brusque em sua fase municipal. Ao todo, 18 equipes participaram desta edição.

Cerca de 360 alunos e alunas de 12 a 14 anos integraram as equipes participantes. Ao fim do dia, o torneio terá totalizado 30 confrontos. Nos três dias de competições, as partidas iniciaram às 8h e seguiram até as 17h. A partir das 8h de hoje começam as quartas de final, sendo que as finais estão marcadas para as 16h10.

Campanha dos finalistas

Dos 15 times masculinos, apenas oito restam para lutar pela taça, formando as quartas de final. Os garotos da escola Osvaldo Reis avançaram depois de uma campanha de 100% de aproveitamento, com vitórias para cima das escolas Angelo Dognini, Feliciano Pires e Ayres Gevaerd. O adversário dos invictos será o Colégio Cônsul, que venceu uma partida e perdeu outra, e assim classificou-se com a segunda posição.

Na segunda partida das quartas, o Santa Terezinha, que venceu suas duas partidas, enfrenta o irregular Ayres Gevaerd. Os jovens perderam uma, empataram outra e venceram a terceira. Ainda nesta manhã, o Colégio Cultura, que passou atropelando seus adversários, enfrenta o Gregório Locks, dono de duas vitórias e uma derrota. Para encerrar o dia, o forte e invicto São Luiz enfrenta o ascendente Oscar Maluche, que cresceu na competição durante suas três partidas. Quem vencer, avança para as semifinais a partir das 13h.

Naipe feminino

Com apenas três equipes no páreo – Cedro Alto, Paquetá e Rio Branco -, a disputa entre as alunas da rede pública de ensino está aberta. O Paquetá venceu a primeira do Rio Branco por sonoros 7 a 0, mas o Cedro Alto tem a vitória por WO diante de Angelo Dognini. Paquetá e Cedro Alto fazem confronto direto hoje, e quem vencer praticamente define o título. Um empate, contudo, deixa tudo pra última rodada, já que o Rio Branco acumula a vitória por WO da equipe desistente e, se vencer a última contra o Cedro Alto, pode sagrar-se campeão.

O número de equipes femininas, para o superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Delmar Tondolo, ficou abaixo da expectativa. Segundo ele, isso está relacionado com a falta de tempo dos professores para treinarem times femininos durante as aulas, o que prejudica o incentivo. “A gente esperava mais inscritos, principalmente no naipe feminino. Mas entendemos as dificuldades. Os professores têm que cumprir toda a carga horária e a aula de educação física não é destinada para treinar equipes”, diz.

A fórmula

Cada jogo teve a duração de 40 minutos, divididos em dois tempos de 20. No naipe masculino, os dois primeiros colocados de cada chave se classificaram para a fase de mata-mata. No naipe feminino, por outro lado, o campeão precisa somar o maior número de pontos, jogando todas contra todas. Em ambos os naipes, os três primeiros colocados recebem troféus e medalhas.

Neste ano, das 19 equipes, 15 foram masculinas e apenas quatro femininas, sendo que as atletas do Angelo Dognini desistiram da competição. Sobre a importância do campeonato, o superintendente destaca a possibilidade de as equipes campeãs seguirem para a fase microrregional e, posteriormente, para a fase estadual do Moleque Bom de Bola.

“O torneio é importante porque ajuda no desenvolvimento esportivo das crianças, principalmente em relação ao futebol”, diz. “Também tem esse lado social do esporte. De oportunizar que toda a rede de ensino da cidade, independentemente se é municipal, estadual ou particular, possa disputar o mesmo campeonato. Nós sempre procuramos respeitar esse trabalho de inclusão”.

20160428-22

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio