Campeonato Municipal de Futsal de Brusque inicia com 16 equipes

A abertura da competição será nesta segunda-feira, 6, às 19h15 com o confronto entre Brusmec e Angelina

Campeonato Municipal de Futsal de Brusque inicia com 16 equipes

A abertura da competição será nesta segunda-feira, 6, às 19h15 com o confronto entre Brusmec e Angelina

Será dada a largada nesta segunda-feira a mais uma edição do Campeonato Municipal de Futsal de Brusque. A competição este ano será organizada pela primeira vez pela Fundação Municipal de Esportes. Participam da disputa 16 times no masculino e quatro no feminino. A previsão de encerramento é no dia 8 de novembro. A abertura da competição será às 19h15 com o confronto entre Brusmec e Angelina em partida válida pelo grupo A. Na sequência, JK Motos e Imperiales entram em quadra pela mesma chave. No fechamento da rodada, Poço Fundo e BHM Têxtil/Montana Auto Peças se encaram pelo grupo B. Todos os jogos da competição ocorrem na Arena Brusque.
Em busca do tri

O principal favorito ao título é a JK Motos. Os atuais bicampeões chegam a sua quarta final consecutiva e apostam na força do mesmo conjunto do ano passado para levantar mais uma vez a taça. “O time é o mesmo. Vamos com força para buscar o tri”, confia Edemar Kuhnen, o Tinho, diretor da equipe. Ele considera que o fato de os atletas já jogarem juntos há mais de cinco temporadas é fundamental para o desempenho que a equipe do bairro Águas Claras vem tendo nos últimos anos com resultados expressivos tanto no campo, quanto no futebol suíço e futsal. “É um grupo unido. Que joga junto há muito tempo, sempre com aquela vontade e amor a camisa”, afirma. Tinho aponta os times da Pipeline, Poço Fundo, Floripa Têxtil e Angelina, como equipes que podem complicar a vida da JK Motos em busca do tri. “Mas há também bastante equipes diferentes que podem brigar. A disputa este ano contará com muitos times novos, que não sabemos como jogam”, ressalta.

Energy Body quer surpreender
Uma das equipes que participa pela primeira da competição é o Energy Body. O time tenta surpreender os favoritos ao montar um plantel formado por ex-atletas de futsal que já jogaram juntos em times das categorias de base da cidade, explica o atleta Luiz Ricardo de Souza. “Da minha época, quando disputávamos com a alcunha de Brusque Futsal e um pouco antes do período do Cestão Futsal”, comenta. O treinador da equipe é José Carlos Torresani, o Zé Carlos, conhecido técnico da modalidade na cidade. Atualmente ele é responsável pelas categorias de base do Clube Esportivo Guarani. “Ele já era nosso treinador na época. Do time que vai disputar o Municipal, apenas dois atletas não passaram pelas mãos dele”, observa Souza. Dentro de quadra a equipe ainda conta com a participação de Marcel Paza, atleta que já atuou como jogador e treinador da modalidade. Ele é uma das apostas do Energy Body para avançar as fases finais da competição em um grupo que tem a favorita Pipeline, o Floripa Têxtil/ECR e a Setrat Piscinas.

Floripa espera chegar ‘mais longe’

Com dois times na disputa do masculino e um no feminino, a expectativa da Floripa Têxtil este ano é chegar mais longe do que nas temporadas passadas. Jogando o Municipal de Futsal desde 2004, o melhor resultado da equipe foi o vice em 2007, quando perdeu a final para a Pipeline. Para o responsável pelo time, Éder Reis, ambos os plantéis têm condições de brigar pela taça do masculino. Ele explica que os atletas foram distribuídos nas equipes conforme as posições, mas vê os times equilibrados para a competição. “Utilizamos jogadores que formam a base da empresa para a montagem das equipes para o municipal. Em um dos times temos uma parceria com a ECR Têxtil. São jogadores que já possuem entrosamento para nos ajudar a buscar um bom resultado”, comenta. A equipe que participará pela Floripa Têxtil é a mesma que disputa os jogos do Sesc. “Este ano ainda agregamos alguns atletas dos (Jogos) Comunitários. Se formos ver por esta base, podemos brigar pelo título. É praticamente a mesma equipe, mas demos uma reforçada com alguns atletas, já que nos comunitários só podem jogadores do bairro”, explica. Em razão do ‘Outubro Rosa’, o time da Floripa Têxtil formalizou uma parceria com a Rede Feminina de Combate ao Câncer. O uniforme da equipe terá o nome da rede e as cores do movimento. “O objetivo é conscientizar a população para o combate ao Câncer de Mama”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio