Candidato a prefeito, Osmar Vicentini (PRB) explica suas propostas para a Prefeitura de Guabiruba

"É possível reduzir um monte de funcionários", afirma Vicentini

Candidato a prefeito, Osmar Vicentini (PRB) explica suas propostas para a Prefeitura de Guabiruba

"É possível reduzir um monte de funcionários", afirma Vicentini

O candidato Osmar Vicentini (PRB) fecha a série de sabatinas do Município Dia a Dia com os candidatos a prefeito de Guabiruba. Polêmico, ele já está na vida pública há mais de 30 anos e cumpre o sétimo mandato na Câmara de Vereadores.

Neste ano, Vicentini trocou o PMDB pelo PRB. O motivo da escolha foi, justamente, concorrer à Prefeitura de Guabiruba, um sonho antigo do vereador.

Além disso, Vicentini diz que encontrou no PRB um “partido ficha limpa”. O pastor Jorge Ponchirolli compõe a chapa pura da sigla. O candidato a prefeito reconhece que está num partido menor, novo e que Guabiruba tem uma tradição de campanha polarizadas muito grande, contudo, diz que é chegada a hora de dar mais uma opção ao eleitorado.

Na entrevista, Vicentini toma posições contrárias aos seus concorrentes em temas como a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan). Ele diz que não pretende rescindir o contrato com a estatal, e também defende que sejam cortados cargos de confiança.


Partido pequeno

O PRB é um partido novo em Guabiruba. Só chegou ao ouvido da população com a filiação de Vicentini, no primeiro semestre. O candidato reconhece que será difícil romper a tradição do PP e do PMDB, porém, afirma que “o pessoal quer mudar”.

“Tu entras num ônibus tem um pedaço que é 11 e outro que é 15. Tu entras num bar, tem a mesa do 11 e a do 15. E se olhar Guabiruba, vais ver as cores. Vejo que o povo está vendo bem a nossa candidatura, e pedindo para Vicentini não desistir”, afirma.

Sobre a nominata de vereadores, Vicentini diz que são todos políticos de primeira viagem, contudo, não possuem pendências judiciais.


Problema de caixa na prefeitura

Guabiruba passa por problemas no seu caixa. A prefeitura gasta mais do que o permitido em lei para pagar a folha de pagamento e isso tem consequências nos investimentos. Vicentini diz que é preciso cortar horas extras e rever os cargos de confiança, reduzindo salários e exonerando alguns deles.

“No município, poucos trabalham, tudo é terceirizado. É possível reduzir um monte de funcionários”, afirma. Ele acrescenta que isto está no seu plano de governo, que foi entregue à Justiça Eleitoral.

“O meu plano de governo foi o primeiro do estado, no dia 5 estava lá. E os outros partidos do município estão juntando ideias, isso, para mim, é iludir o povo. Não preciso que o povo me diga o que Guabiruba precisa, eu sei, sou vereador”, declara.


Abastecimento de água

O serviço prestado pela Casan é alvo de críticas há anos. O presidente da estatal chegou a anunciar investimentos no município, porém, mais de um ano depois, quase nada foi feito. Enquanto os outros candidatos defendem o fim do contrato com a empresa, Vicentini vai em outra linha.

“Este candidato a prefeito não tirará a Casan do município. Ela não é culpada, a culpada é a má administração”, diz. O candidato do PRB quer que o município passe a captar água em locais mais limpos, e ele sugere o rio Cristalina.

“Se a Casan não fizer, busquemos empresas que vão fazer. Quando a água estiver nas torneiras do povo, não vai ser a Casan que vai dizer que está suja”, afirma Vicentini.


Vagas em creche

Ainda que Guabiruba tenha apenas 50 crianças na fila para uma vaga na Educação Infantil, o crescimento populacional da cidade faz com que a demanda aumente cada vez mais. Vicentini propõe que a prefeitura apoie a instalação de creches domiciliares.

Neste modelo, uma pessoa que tenha interesse se cadastra e passa a cuidar de quantas crianças for possível. A prefeitura repassa um valor por aluno, para o custeio. “Quantas vózinhas em casa gostariam de cuidar de crianças? Temos que apoiar essa gente”, diz.

Para Vicentini, não é admissível que o atendimento nas creches esteja atrás da demanda. “Temos que andar na frente na creche, não atrás. No meu governo, estaremos à frente”, afirma.

Ainda relacionado à educação, o candidato diz que uma das propostas é valorizar os professores. Ele critica a proposta feita na Câmara, para que os parlamentares tenham o mesmo rendimento dos professores.

“Não é por aí, cada um tem seus direitos, os vereadores têm que ter o seu rendimento, e de modo especial os professores merecem um ótimo pagamento”, diz.


Hospital de Guabiruba

Vicentini diz que a principal área do seu governo será a saúde. A proposta mais importante é a criação de um hospital municipal de referência. “Iniciaremos o Hospital de Referência do município. Temos área central, atrás do João Boos, que eu desapropriei há 25 anos. Para que se atenda como atende em Blumenau ou em Curitiba. Não somos inferiores a ninguém”.

O recurso para a construção do novo hospital viria dos governos federal e estadual e também de fontes internacionais, de acordo com Vicentini. “Uma coisa é certa, vamos começar. O Vicentini sai da prefeitura, mas pelo menos deixou os pilares prontos”, afirma.

Ele tem mais planos para o terreno. “Na frente, quero construir a Prefeitura Municipal de Guabiruba, para que seja um cartão postal a nível nacional e internacional”.

Outra proposta é a concessão de bolsas de estudos na área de saúde. Após formados em Medicina e Odontologia, os beneficiados terão de voltar a Guabiruba, para pagar o investimento em forma de trabalho.

O candidato também diz que é preciso intensificar a entrega de remédios e mudar o sistema, para que seja possível pegar receita sem agendamento.


Ligações entre bairros

Questionado sobre o crescimento urbano do município, Vicentini diz que é preciso abrir novas ligações entre o Lageado Baixo com as cidades vizinhas. “Vamos canalizar o povo do Lageado Baixo para ir a Brusque pelo Lageado. Vamos fazer uma ponte com a Beira Rio em Brusque. O meu plano é o pessoal do bairro chegar mais rápido a Brusque do que o Centro”.

Outro plano é fazer a ligação entre o Lageado e Botuverá. Segundo ele, após a igreja adventista existe um local onde, se for feita uma ponte, é possível ir à outra cidade em “sete minutos”. Vicentini também quer fazer uma “estrada ecológica” próximo ao rio Cristalina, para atrair visitantes.


Secretariado

“Vamos acabar com a administração partidária”, afirma Vicentini. Uma das propostas dele é que os secretários sejam escolhidos por meio de votação. Por exemplo, o secretário de Educação pelos professores; o de Indústria e Comércio pelos empresários; e o de Esportes pelos integrantes de clubes esportivos.

De acordo com o candidato a prefeito, a ideia é que a equipe de governo seja montada sem levar em conta o partido político.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio