Candidato à Prefeitura de Brusque pelo PROS, Jadir Pedrini fala sobre suas propostas

"Quero ser o início da mudança", diz Pedrini

Candidato à Prefeitura de Brusque pelo PROS, Jadir Pedrini fala sobre suas propostas

"Quero ser o início da mudança", diz Pedrini

Jadir Pedrini não é politico de carreira e disputa sua primeira eleição. O candidato do PROS foi questionado se está preparado para entrar no mundo da política, feito de muitos acordos, conversas e que, às vezes, as situações acertadas não saem como planejado.

“Estou há dois anos me preparando para ser candidato e agora é chegada a hora”, garante Pedrini, o qual cita que buscará no seu vice, Roberto Prudêncio Neto (PSD), a experiência política que lhe falta.

“Estou preparado para administrar, tenho o meu vice, que tem experiência na administração pública, e nós juntos vamos fazer uma administração de renovação para a população brusquense”, discursa.

Empresário consolidado em Brusque, ele explica, em poucas palavras, sua motivação para disputar o cargo máximo do Executivo municipal: sua descrença na classe política.

“Passamos por dificuldades com essa economia que a gente tem hoje, por causa da política que nós temos, por causa da corrupção. Estão assaltando os cofres públicos com descaramento. Sou candidato porque quero ser o início da mudança, para renovar a política brusquense”, afirma Jadir Pedrini.

Avesso a discursos mais longos, em completa antítese aos seus concorrentes, ele fala, nessa entrevista, sobre suas principais diretrizes de campanha.


Relacionamento com a Câmara

Recentemente, em Brusque, houve diversos casos em que os prefeitos queriam colocar em prática suas políticas de governo, mas isso não foi adiante, por falta de acordo com a Câmara de Vereadores.

Para Pedrini, os vereadores terão de trabalhar em sintonia com a prefeitura, para não prejudicar a população.

“A princípio temos que ver quais serão os vereadores eleitos. Os que são adversários políticos têm que trabalhar pelo município. A gente vai conversar e ver as necessidades. Eles não podem interferir no progresso. O vereador não foi eleito para trabalhar para si, para fazer briga partidária”, discursa o candidato.


Creches nos bairros

Na sabatina em que participou semana passada, promovida pelo Grupia, Jadir Pedrini disse que, em suas andanças pelos bairros do município, o pedido mais recorrente é pela ampliação da oferta de vagas em creche.

Seus planos para amenizar o problema consistem na ampliação da quantidade de salas nas creches já existentes, assim como a realização de um mapeamento de quais bairros têm mais necessidade de abertura de novas vagas.

“Temos que ampliar as salas de aula, é uma necessidade. Essas mil e poucas vagas que estão faltando, iremos trabalhar para encaixar as crianças”, disse Pedrini.

Ele também propõe esticar em meia hora o horário de funcionamento das creches, para que os pais que trabalham até mais tarde possam ter mais tranquilidade para ir buscar seus filhos.


Diversificação da economia

Pedrini apresentou, em seu plano de governo, uma proposta de criação de uma nova zona industrial em Brusque. Não detalhou, contudo, lugares específicos em que isso pode ser implantado.

O que o candidato adiantou é sua intenção de, se eleito, encontrar formas de diversificar a economia do município, a qual, segundo ele, é muito focada nos setores têxtil e metalmecânico.

“Nosso governo tem objetivo de criar uma nova área industrial para trazer novas empresas em vários setores”, afirma. “Nós investiremos em outros setores porque, quando a economia vai ruim num lado, a gente ainda vai ter um equilíbrio de emprego, não acontece o que aconteceu agora, que o setor têxtil caiu e a cidade ficou parada por causa do desemprego”.


O papel da política

Também em entrevistas, Pedrini afirmou que a classe política, por causa de sua atuação, tem prejudicado os empresários.

“Se a política vai bem, com uma boa administração, as empresas também vão bem. Como empresário, a gente passa por várias dificuldades financeiras, por causa da política”.

Sua primeira proposta, nesse sentido, é criar uma central de atendimento às pequenas empresas, com objetivo de que elas resolvam questões burocráticas com mais facilidade.

“Hoje demora em torno de 60 dias para abrir uma empresa, vamos criar um órgão para trabalhar mais isso, com mais agilidade”.


Iniciativa privada e saneamento

O candidato informou que, se eleito, terá como uma de suas prioridades iniciar o tratamento de esgoto sanitário, hoje inexistente no município.

Para isso, disse, irá contar com a ajuda da iniciativa privada, por meio de parcerias, projeto que foi lançado no governo interino de seu candidato a vice.

“É um projeto que não vai ser fácil terminar no nosso governo, mas daremos início”, garante.


Criação da guarda patrimonial

Com relação à segurança pública, Pedrini defende a criação de uma nova guarda para Brusque, independente da Guarda de Trânsito (GTB).

Essa seria uma guarda patrimonial, destinada a fazer rondas em praças escolas e outros locais públicos, em período que se estenda pelo menos até a meia noite, segundo o candidato.

“Para dar mais segurança, muitas pessoas estão na rua, estão sendo assaltadas, tem o assédio sexual, essa guarda vem para amenizar esses problemas”, afirma Pedrini, o qual também informou que, na sua avaliação, essa guarda não deve ser armada.


Infraestrutura e mobilidade urbana

Em suas propostas de governo, Jadir Pedrini traz um extenso capítulo no seu plano de governo que fala de mobilidade urbana, onde sugere a construção de várias pontes e de um anel viário. Dessa forma, foi questionado sobre como viabilizar isso financeiramente.

“São obras onerosas, mas que precisam ser feitas em Brusque, tentaremos buscar nos órgãos federais e estaduais, precisa de projetos bem feitos para reduzir os custos”, diz o candidato. “Nosso governo tem por objetivo prolongar a Beira Rio e criar esse anel viário, além de melhorar o horário de transporte coletivo, que hoje está deficiente”.


Confira a entrevista na integra

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio