O diagnóstico clínico precoce de determinadas doenças é fundamental para o prolongamento da vida. Entretanto, ainda há muita resistência por parte das pessoas em procurar um especialista. O cardiologista e especialista em ecocardiografia, Gustavo Caon Loeff, explica que é extremamente importante detectar a manifestação da doença antes dos sintomas. Assim, é possível intervir de maneira antecipada para impedir um problema maior no futuro.

Atualmente, a medicina tem necessitado “apagar fogo” constantemente, devido a falta de atenção e cuidado das pessoas com a própria saúde. Por isso, o objetivo do especialista em cardiologia é atuar de maneira mais intensa na medicina preventiva. “Nós, médicos, não queremos apenas prescrever diversos medicamentos ao paciente, mas sim orientar e trabalhar de maneira inteligente para melhorar a qualidade de vida dele”, informa.

A Sociedade Brasileira de Cardiologia determina que, a partir dos 35 anos, toda pessoa precisa, por pelo menos uma vez ao ano, se consultar com um especialista. “Hoje existe muita desinformação e isso nos preocupa, pois tem pessoas que se aproveitam da fragilidade do paciente para plantar ideias incoerentes e que atrapalham o nosso trabalho”, comenta.

Por isso, antes de procurar um médico, é necessário pesquisar se realmente é especialista no que faz. “A desinformação confunde o paciente e quem sofre com isso é a sociedade”, lamenta.

Para detectar a forma subclínica da doença, isto é, quando o paciente ainda não apresenta sintomas, é necessário passar por uma avaliação que podem incluir exames desde os mais simples aos mais complexos. “A medição da pressão arterial, o eletrocardiograma, dosagem do colesterol são os iniciais. Havendo necessidade, partimos para os mais complexos. Não existe o melhor exame, eles são complementares”, explica.

Novidades na cardiologia

O cardiologista revela que a medicina traz diversas novidades para tratar do diabetes, bem como do colesterol, este que hoje já é tratado como doença e não apenas como fator de risco. “Mas para que o tratamento ocorra de maneira correta é necessário esse primeiro diagnóstico”, frisa.

Para o tratamento do colesterol, o médico informa que existem receitas simples e baratas, como a modificação do estilo de vida, evitar ingerir gorduras trans e saturadas e aumentar o consumo de fibras. Entretanto, é necessário a orientação de um especialista.

Os fatores de risco são classificados em duas categorias, modificáveis e não modificáveis. Na primeira classificação é considerado o sedentarismo, a má alimentação, se o paciente é fumante, se possui pressão alta e diabetes. Na categoria não modificáveis, considera-se a questão do sexo (homem ou mulher), idade e genética, estes não são possíveis driblar. “As ‘dietas da moda’ são formalmente contra indicadas. Eu recebo pacientes jovens, de 30 anos e até menos, com colesterol elevadíssimo, devido à dietas malucas agregado ao uso de anabolizantes”, conta.

 ‘‘Nós, médicos, não queremos apenas prescrever diversos medicamentos ao paciente, mas sim orientar e trabalhar de maneira inteligente para melhorar a qualidade de vida dele”

Gustavo Caon Loeff – cardiologista

O médico ressalta que é errado e não passa de um mito, pensar que “quem procura doença, acha”, pois o diagnóstico precoce pode evitar uma série de outras doenças e desfechos negativos, como infarto, AVC, entre outros. “Muitas pessoas sofrem apenas um infarto, podendo este ser fatal e sem possibilidade de tratamento” , diz.

Ultrassom do Coração

Pioneiros na cidade de Brusque e no estado, os cardiologistas Dr. Wolney e Dr. Gustavo, trouxeram o que há de mais moderno em tecnologia para realizar exames de ecocardiograma, ou seja, o aparelho que realiza o exame de ultrassom 3D colorido do coração. “A ideia é fazer o diagnóstico mais precoce e com alta precisão, já na fase inicial da doença, para assim reduzir a mortalidade e aumentar a qualidade de vida dos nossos pacientes”, detalha.

O aparelho é o melhor que existe no mercado e é o mesmo utilizado por profissionais nos Estados Unidos. “Temos como objetivo tratar as doenças na sua fase silenciosa, como pressão alta, colesterol e diabetes, pois quando aparecem os sintomas, a doença já está estabelecida há muito tempo”, pontua.

Endereço e Contato

A Cardiosafe atende na rua Pastor Sandrescky, 148, no Centro de Brusque. As consultas podem ser agendadas pelo telefone (47) 3396-6327.

Deixe uma resposta