Casan anuncia investimentos de R$ 3,5 milhões em Guabiruba

Melhorias no sistema de abastecimento da cidade devem ser concluídas até o fim de 2016

Casan anuncia investimentos de R$ 3,5 milhões em Guabiruba

Melhorias no sistema de abastecimento da cidade devem ser concluídas até o fim de 2016

O presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), Valter Gallina, anunciou na sexta-feira, 17, investimentos de R$ 3,5 milhões em Guabiruba. O anúncio aconteceu após uma longa reunião com o prefeito Matias Kohler, o vice, Valmir Zierke e vereadores, na Prefeitura de Guabiruba.

O encontro foi decisivo para definir o futuro do abastecimento de água no município, já que as relações entre Casan e prefeitura estavam há muito estremecidas devido aos problemas enfrentados com a qualidade da água em Guabiruba.

“A nossa posição em relação ao tratamento de água em Guabiruba sempre foi clara. Tínhamos a necessidade urgente de um posicionamento da Casan, vínhamos cobrando desde o início do nosso governo, e esse era um ultimato, a Casan sabia disso, ou trazia uma resposta convincente ou adotaríamos outro caminho, que seria a municipalização do serviço”, afirma Kohler.

Diante das cobranças, Gallina apresentou um projeto com uma série de melhorias que devem ser realizadas na cidade até o fim de 2016. “Tínhamos o compromisso a respeito da melhora significativa de todo o sistema de água de Guabiruba. Contratamos uma empresa para fazer um projeto qualificado, mas demorou mais do que o previsto por ser muito complexo”, justifica o presidente.

Segundo ele, a captação de água no município continuará no mesmo local, no entanto, a capacidade será dobrada. “Vamos dobrar a quantidade de água tratada e distribuída. Hoje, nós temos 20 litros por segundo no município e vamos levar para 50 litros por segundo, ou seja, o abastecimento será garantido até 2035 com o crescimento populacional de Guabiruba na região urbana”, diz.

Gallina também destaca as melhorias que serão executadas no reservatório do município. “Vamos triplicar o reservatório, fazer novas captações, novas bombas, vamos também fazer uma adutora de água tratada e água bruta, e o encaminhamento de reforços de rede”.

De acordo com ele, os investimentos serão na faixa de R$ 3,5 milhões. “É um valor extremamente significativo. Será uma média de seis anos de arrecadação no município. Queremos que tudo fique pronto no fim de 2016”.

O presidente da Casan afirma que o processo licitatório deve ser aberto ainda neste mês de abril para que as obras possam iniciar o mais rápido possível. “Vamos já abrir a licitação para a estação de tratamento de água, onde ela vai duplicar a capacidade. Esta nova estação de tratamento terá o tratamento de lodo e efluentes, e também vamos fazer o tratamento de efluente da estação de tratamento antiga, ou seja, vamos ter condições de legalizá-la, fazer os encaminhamentos e ter a licença ambiental. Será uma das poucas que temos no estado com a licença ambiental definida e aprovada porque estaremos ambientalmente corretos”.

Para Gallina, as reivindicações dos guabirubenses são legítimas. “Não podemos tapar o sol com a peneira. A Casan está vivendo um novo momento, buscando o resgate de sua credibilidade. Estávamos em déficit aqui em Guabiruba, a cobrança do prefeito era correta, pertinente, e nós tínhamos que buscar uma alternativa para solucioná-la”.
Voto de confiança à Casan

Com o projeto dos investimentos em mãos, o prefeito Matias Kohler acredita que é possível dar um voto de confiança à Casan. “Com o projeto e a solução apresentada, nós acreditamos que a parceria deve ter continuidade, pelo menos até que haja uma sinalização contrária daquilo que foi proposto hoje. O compromisso do investimento no valor de R$ 3,5 milhões, os prazos estipulados, e a conclusão de todos os investimentos até o final de 2016, nos dá uma margem, uma sobrevida nesta parceria”.

Kohler ressalta ainda sinalização da Casan na busca de recursos para realizar também o saneamento no município. “Neste momento trabalhamos na questão da água, mas a concessão também prevê o saneamento. Houve um posicionamento do presidente e a questão do saneamento, a partir de agora, começará a ser trabalhada na busca de recursos, inclusive com financiamento internacional por parte do governo do estado para que possibilite esses investimentos. Há esse compromisso conjunto com a solução do tratamento de água, é mais um elemento que nos faz acreditar que a gente pode dar mais um voto de confiança”.

O presidente da Câmara de Vereadores, Felipe dos Santos, ficou satisfeito com os investimentos apresentados, e destaca que os vereadores vão acompanhar todo o cronograma das obras. “Hoje sentimos que um passo foi dado. Temos essa desconfiança pelo histórico da Casan na prestação de serviços no nosso município, e a Câmara se preocupou em acompanhar a execução dessa obra, teremos acesso ao cronograma e também solicitamos acesso a planilha de investimentos da Casan em nosso município para que não volte a acontecer o que aconteceu até hoje, que é a falta de investimento”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio