Casan construirá poços artesianos em Guabiruba para reduzir falta de água

Empresa não tem previsão do início da obra; entrave é devido à documentação da empresa que executará o serviço

Casan construirá poços artesianos em Guabiruba para reduzir falta de água

Empresa não tem previsão do início da obra; entrave é devido à documentação da empresa que executará o serviço

Há anos Guabiruba sofre com a falta e a qualidade da água. Com o objetivo de minimizar o problema, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) deverá construir dois poços artesianos no município, porém, ainda não há previsão para a execução do serviço.

O engenheiro sanitarista e ambiental da Casan, Guilherme Cardoso Vieira, diz que os poços – um situado na Estação de Água e Tratamento (ETA) de Guabiruba Sul e o outro num terreno no Lageado Baixo -, já deveriam ter sido perfurados. A Companhia já tem a autorização da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável para a perfuração.

No entanto, ele afirma que houve um problema na documentação da empresa que executará a obra, e que assim que for solucionado, o procedimento será feito.

Vieira explica que após a perfuração dos poços é realizado o teste de vazão e as análises de qualidade da água. Se for viável, é colocado uma bomba que bombeará a água e abastecerá a cidade. O engenheiro diz que os poços artesianos resolveriam o problema de falta e da qualidade de água em Guabiruba.

O prefeito Matias Kohler diz que o problema é de muitos anos e que a comunidade tem se manifestado de forma intensa quanto à qualidade da água na cidade. “O nível de satisfação com o serviço é baixo. A população cobra do poder público e nós estamos preocupados e tentando resolver, mas o problema já é histórico”.

O prefeito afirma que a Casan perdeu a credibilidade no município e que a prefeitura já chegou a cogitar o rompimento do serviço. Ele conta que no ano passado era para ter sido dobrada a capacidade de armazenamento na ETA do Lageado Baixo e que não foi feito. “Eles estão tomando uma medida paliativa. Vamos ver o que será definido na próxima reunião. Nós só esperamos que essa situação seja resolvida e que a população não sofra mais com a qualidade precária da água”.

O presidente da Câmara de Vereadores, Felipe Eilert dos Santos (PT), diz que os poços artesianos são uma alternativa econômica e imediata para resolver o problema de Guabiruba. Ele conta que recebeu informações da Casan e que a medida já foi aplicada em outras cidades com sucesso. “Andou um pouquinho, precisamos ter fé e continuar cobrando para que melhore o abastecimento de água do nosso município”.

Melhorias

Para melhorar a qualidade e a cor da água, a Casan realizou na última semana a substituição do material filtrante. Além disso, os reservatórios foram lavados e foi feita impermeabilização interna.


Reunião

No dia 22 de junho, representantes da Casan estarão em Guabiruba para conversar com o executivo e legislativo sobre a perfuração dos poços artesianos. Também serão abordados outros assuntos referentes ao abastecimento de água na cidade.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio