Caso necessário, abrigo na Arena Brusque está pronto para receber famílias desalojadas

Capacidade de atendimento é de 200 pessoas, de acordo com a Defesa Civil

Caso necessário, abrigo na Arena Brusque está pronto para receber famílias desalojadas

Capacidade de atendimento é de 200 pessoas, de acordo com a Defesa Civil

Mantendo o estado de alerta, a Defesa Civil de Brusque junto com a Secretaria de Assistência Social e Habitação preparam o abrigo para receber 32 pessoas até inicio da tarde de sábado, 21 de setembro, na Arena Brusque. De acordo com informações da Defesa Civil, fora o alojamento principal, na Arena Brusque, existem mais 20 locais sob aviso para alojar a população nos bairros da cidade.

Segundo a assistente social da Defesa Civil, Leonice de Oliveira Braz, a Arena tem oito alojamentos com 128 leitos. Também possui 40 banheiros mais 116 chuveiros e um reservatório de água de 20 mil litros. “Ainda não recebemos nenhuma família, por isso o abrigo não está funcionando. Mas caso seja preciso receber a população vamos solicitar apoio da Defesa Civil do Estado”, afirma Leonice.

Veja também

Em relação a alimentação no abrigo, Leonice explicou que será improvisado um refeitório para as refeições de café da manhã e da tarde. Ela informou que o almoço e janta será oferecido por uma empresa terceirizada. O coordenador da Secretaria de Assistência Social e Habilitação, Gilmar Jacomede, relata que serão quatro refeições pela possibilidade de crianças virem para o abrigo.

De acordo com Jacomede, a Secretaria a sua disposição 60 funcionários, os quais estão sob aviso. Até o momento, estão na Arena Brusque dois funcionários de plantão de 24h para receber os possíveis desalojados. “Estamos de Plantão, pois o abrigo tem que funcionar 24h, não pode parar”, destaca.

Na Arena, estão prontos 32 leitos em dois alojamentos, 16 colchões por quarto. Jacome informa que irão receber lenções descartáveis da Secretaria de Saúde e faltam os travesseiros junto com os cobertores. “Provavelmente iremos dividir os alojamentos por sexo, como fizemos em 2011. Por enquanto, preparamos 32 leitos, mas podemos aumentar esse número”, explica Jacomede.

Além das acomodações no abrigo, será disponibilizado para as famílias atendimento psicológico e de assistência social. Até o inicio da tarde deste sábado, 21 de setembro,, nenhuma família brusquense ficou desalojada e necessitou do abrigo.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio