Casos de roubo e tentativa de roubo são concluídos pela Polícia Civil

Dois dos responsáveis haviam sido mortos pela Polícia Militar em setembro; último membro do grupo foi preso em 12 de outubro

Casos de roubo e tentativa de roubo são concluídos pela Polícia Civil

Dois dos responsáveis haviam sido mortos pela Polícia Militar em setembro; último membro do grupo foi preso em 12 de outubro

A Polícia Civil de Brusque, por meio do Setor de Investigação e Capturas (SIC), concluiu nesta segunda-feira, 22, um caso de tentativa de roubo em residência do bairro Thomaz Coelho. O crime foi cometido em 24 de agosto. Um caso de roubo também foi encerrado após as investigações constatarem que os responsáveis pelos crimes são os mesmos.

Durante as investigações, ficou constatado que os criminosos já vinham praticando vários roubos na região. Após um outro crime, dois dos autores acabaram sendo mortos por policiais militares em tiroteio no bairro Dom Joaquim. O terceiro, um homem de 24 anos, acabou fugindo, mas foi identificado dias depois e preso em 12 de outubro, com mandado de prisão preventiva expedido.

Além dos dois roubos nos quais o trio atuou, outros casos semelhantes em que eles são suspeitos estão sendo averiguados. As investigações tiveram apoio da Divisão de Investigação Criminal (DIC).

No Thomaz Coelho
Uma mulher foi agredida por volta das 9h de 24 de agosto por três homens na rua Arnoldo Zuqui, bairro Thomaz Coelho. Dois deles estavam armados e com os rostos ocultos por uma balaclava, e o terceiro tinha o rosto oculto por um capacete de motociclista, armado com uma faca. A Polícia Militar atendeu a ocorrência cerca de 20 minutos depois e constatou que se tratava de uma tentativa de roubo.

Na ocasião, os assaltantes exigiam que a vítima, uma mulher, entregasse uma quantia referente a um acerto da rescisão de seu companheiro, que havia sido demitido. Ela e o filho foram agredidos. Ela, inclusive, chegou a ser cortada com uma faca, de acordo com a nota emitida pela Polícia Civil. Após o fracasso da tentativa de roubo, eles foram embora a pé sem terem levado nada. Assim, a mulher e seu filho chamaram um vizinho, que chamou a polícia.

Perguntado sobre a rescisão pelos policiais na ocasião, o companheiro da vítima relatou que tem um processo de rescisão que já corre na Justiça há seis meses, mas que nenhum acordo foi feito. Ele pontuou ainda que não se lembra de ter repassado esta informação a pessoas de fora da família.

A mulher foi atendida pelo Corpo de Bombeiros e levada ao Hospital Azambuja.

Na rodovia Antônio Heil
Na madrugada de sábado, 15 de setembro, dois homens sofreram um sequestro-relâmpago na rodovia Antônio Heil. O veículo de uma das vítimas, um Ford Focus branco, foi roubado. As vítimas foram deixadas em Camboriú na manhã de domingo, 16, e lá registraram boletim de ocorrência.

O automóvel foi a pista que a Polícia Militar recebeu de uma denúncia anônima para verificar a rua DJ-024, no bairro Dom Joaquim. Lá, encontraram o Focus já sem suas placas. De acordo com a PM, os policiais foram recebidos com tiros, sendo obrigados a revidar. Dois dos integrantes do trio foram mortos na ação, enquanto outro fugiu pela mata próxima ao local. Ele foi preso em 12 de outubro.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio