Cem jovens são selecionados para o serviço militar

Tiro de Guerra anuncia hoje os próximos reservistas de Brusque, entre os cerca de 900 alistados

Cem jovens são selecionados para o serviço militar

Tiro de Guerra anuncia hoje os próximos reservistas de Brusque, entre os cerca de 900 alistados

Na próxima semana, 100 jovens de Brusque iniciam as 40 semanas de instruções no serviço militar. Os nomes dos reservistas selecionados serão anunciados hoje, na sede do Tiro de Guerra. Para chegar a este número, cerca de 900 rapazes que completam 18 anos em 2015 se alistaram e passaram por procedimentos de seleção. A última fase ocorreu entre os dias 19 e 23 deste mês, com 240 selecionados.

De acordo com o chefe de instrução, sargento Osmar Archanjo Soares, os rapazes que não são selecionados recebem o Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI).

“Recebemos aqui cerca de 900 jovens e passamos por três eliminatórias. Em todas elas, quem é dispensado recebe esse documento que deve ser guardado, caso seja solicitado em algum momento. Sempre damos preferência para aqueles que se voluntariam a prestar o serviço militar, mas isso não é uma regra, por isso precisamos passar por todos esses procedimentos para definir quem deve fazer parte do Tiro de Guerra neste ano”, explica.

O sargento Renegildo Marcon conta que esses jovens serão treinados em 480 horas/aula e devem passar por 27 matérias de instrução, que incluem técnicas de guerra química, biológica e nuclear, armamento, tiro, fardamento, códigos de comunicação do exército e camuflagem. Essas aulas acontecem durante 40 semanas e iniciam no dia 2 de março.

“O serviço militar pode ser visto como uma escola, onde eles recebem todos os dias, entre às 7h e 9h, instruções aqui no Tiro de Guerra. Eles são habilitados a auxiliar o trânsito, tem um curso da defesa civil para ajudar a população em casos de enchentes ou catástrofes naturais e podem participar de ações sociais, como pedágios, por exemplo”, explica Marcon. “No fim do ano ele terá a formação básica do combatente e sai com um certificado de segunda categoria”, completa.
Ele explica que a capacidade do Tiro de Guerra de Brusque é menor em comparação a Blumenau, por exemplo, onde o reservista faz o serviço militar em período integral e sai com um certificado de primeira categoria.

A escolha do contingente

O sargento Marcon revela que no último ano cerca de 40% dos jovens que se alistaram na nossa região eram voluntários. Apesar do número expressivo de pessoas que querem prestar o serviço militar, outros podem ser escolhidos.

“A gente sempre prefere alguém que quer fazer parte do Tiro de Guerra, mas às vezes escolhemos aquele que não tem interesse. Aliás, não é muito incomum conhecermos histórias de jovens que mudaram de vida depois dessa experiência. Quando isso acontece é porque vemos nesse garoto um homem que tem grandes chances de crescer aqui dentro e aprender coisas úteis, que ele vai lembrar pro resto da vida”, garante.

Desde o momento do alistamento são feitas três eliminatórias. Em janeiro, o Tiro de Guerra recebeu 460 jovens durante a segunda seleção. Ali foram eliminados 260 pessoas por excesso de contingente e as outras 200 foram selecionadas para a terceira fase. “Entre esses rapazes dispensados perguntamos quem seria voluntário, dali tiramos mais alguns para essa etapa que estamos cumprindo aqui”, explica.

O sargento destaca que, apesar de ser a grande porta de entrada para que os jovens conheçam um pouco do trabalho do Exército Brasileiro, o serviço não é a forma correta de ingressar e seguir a carreira militar. Quem tem esse objetivo deve fazer concurso público e, se for aprovado, permanecerá na Força Armada. De acordo com idade e o nível de escolaridade, existem várias opções para homens e mulheres ingressarem no Exército, desde soldados até médicos, enfermeiros e veterinários.

Em contrapartida, o jovem que prestou o serviço militar pode participar de ações de combate e defesa, já que recebeu a preparação para isso. Durante cinco anos ele deve atualizar seu endereço no Tiro de Guerra, pois caso seja necessário os seus serviços, o exército pode solicitá-lo.

“Nesse ano completamos 70 anos do envio de jovens expedicionários de Brusque para a Segunda Guerra Mundial. Eles eram reservistas aqui na cidade, assim como esses jovens que serão selecionados, e diante do conflito que mobilizou todo o mundo, inclusive o Brasil, 45 homens foram em 1942 para Blumenau, onde receberam treinamento por alguns anos. No final de 1944 viajaram para o Rio de Janeiro e seguiram até a Europa”, conta o sargento Archanjo.

Os expedicionários de Brusque foram participaram da Batalha de Monte Castelo, onde enfrentaram o exército alemão no Norte da Itália. O combate durou três meses e marcou a presença da Força Expedicionária Brasileira.

Etapas do alistamento
Primeira etapa

Até o dia 31 de junho o jovem que completa 18 anos no ano corrente deve se alistar na Junta de Serviço Militar com a certidão de nascimento ou documento equivalente e uma foto 3×4. Quem já passou dessa idade e ainda não se alistou também pode fazer o alistamento. Depois de se inscrever, a pessoa será chamada para a primeira seleção, também conhecida como Inspeção.

Inspeção

Essa etapa geralmente acontece em outubro, a data varia todos os anos e é definida pela 5ª Região Militar, em Curitiba. Ali serão feitos dois procedimentos: o exame médico e teste psicotécnico. A primeira seletiva reúne todos os alistados – que nesse ano ultrapassou 900 pessoas. Quem se destaca nos dois exames é chamado para a próxima fase, a Distribuição.
Distribuição

Nesta parte do processo, geralmente realizada em janeiro, todos os selecionados na Inspeção voltam ao Tiro de Guerra. Neste ano, o local recebeu 460 jovens, destes, 260 foram dispensados e, entre eles, foi questionado quais eram voluntários a servir o Exército. Alguns se dispuseram e cerca de 20 homens foram selecionados junto mais de 200 aprovados na distribuição para a terceira e última fase, a Seleção Complementar.
Seleção Complementar

Aqui são realizados um novo exame médico e a entrevista com o sargento do exército. Entre os 240 jovens deste ano, 100 serão aprovados. Como é um processo mais detalhado, o grupo foi dividido em três dias, com 70 jovens. Depois de passar por esse último processo, são definidos os 100 homens que vão servir o Exército.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio