Conteúdo exclusivo para assinantes

Cerca de 3 mil alunos de Guabiruba participarão de projeto que visa o empreendedorismo

Em parceria com o Sebrae, Jovens Empreendedores Primeiros Passos será realizado nas escolas da rede municipal

Cerca de 3 mil alunos de Guabiruba participarão de projeto que visa o empreendedorismo

Em parceria com o Sebrae, Jovens Empreendedores Primeiros Passos será realizado nas escolas da rede municipal

Cerca de 3 mil alunos, do 1º ao 9º ano, das 11 escolas da rede municipal de Guabiruba, receberão no primeiro semestre deste ano o projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (Jeep).

Promovido pelo Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em parceria com a Secretaria de Educação, o programa tem o intuito de incutir a cultura empreendedora na comunidade escolar desde os anos iniciais.

O convênio do Jeep já havia sido firmado no ano passado em Guabiruba. No entanto, nesta e na próxima semana os professores da rede municipal serão capacitados para ministrar os projetos aos estudantes. Conforme a secretária da pasta, Edna Maria da Silva Jasper, a metodologia será definida nos próximos dias.

“A maneira como o conteúdo será repassado aos alunos ainda será decidido em conjunto com o Sebrae. Mas podemos adiantar que cada ano receberá oficinas específicas, definidas por temas. Ao fim do semestre o trabalho desenvolvido será exposto numa feira”.

Para Edna, o Jeep é um projeto consolidado em outras cidades da região, por isso, trazê-lo para Guabiruba será um diferencial na educação. “Pela primeira vez estamos implantando essa ideia no município e acreditamos que teremos bons resultados, pois as crianças terão a oportunidade de construir, desde cedo, noções de empreendedorismo”.

O coordenador do Sebrae da Regional Foz do Itajaí, Alcides Claudio Sgrott Filho, explica que a missão do Jeep é despertar nas crianças o empreendedorismo, para que formem seus próprios conhecimentos.

“Nesta fase (1º ao 9 ano) as crianças começam a ter noção dos seus gastos e da utilização dos produtos, por isso precisamos despertar esse conhecimento para que tenham um direcionamento do que é o empreendedorismo”.

Sgrott Filho destaca que o projeto é aplicado por meio de cartilhas didáticas, que não tem custo aos estudantes. Cada ano trabalha um tema específico, porém, voltados ao desenvolvimento de competências relacionadas a temáticas como: cultura de cooperação, cultura de inovação, ecossustentabilidade, ética, humanização e cidadania.

Conforme ele, das cidades da Foz do Itajaí, nove municípios aderiram ao Jeep. Além de Guabiruba e Botuverá, escolas de Luiz Alves, Penha, Balneário Camboriú, Itapema, Bombinhas, Tijucas e São João Batista executarão o projeto neste ano.

Botuverá
O projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos iniciou em Botuverá em julho do ano passado com a capacitação dos professores. O projeto foi um sucesso, segundo a secretária Marilene Maurizio Assini, e por isso será novamente realizado em 2018.

Em 2017 as três escolas de Ensino Fundamental, um total de 173 alunos, receberam o projeto.

“O Jeep oportuniza ferramentas para que os estudantes sejam capazes de construir, empreender e inovar”. Ela ressalta que é uma excelente forma de trabalhar a interdisciplinaridade, desenvolvendo nas crianças e adolescentes o estímulo ao comportamento empreendedor por meio da cooperação, inovação, ética, cidadania, assim como noções ecológicas e de sustentabilidade.

Objetivos do Jeep
Desenvolver o pensamento criativo e inovador do educador;

Introduzir no ensino tradicional as teorias e as práticas da ação empreendedora;

Criar ambientes de aprendizagem capazes de desenvolver o potencial empreendedor;

Desenvolver atividades empreendedoras socialmente responsáveis, voltadas para o crescimento integrado e sustentável;

Criar condições educacionais favoráveis ao desenvolvimento da cultura empreendedora e do protagonismo do educando;

Compreender a estrutura e a metodologia de um planejamento estruturado, como ferramenta de fomento ao empreendedorismo de sucesso;

Estruturar ações pedagógicas com base nos pilares da educação: aprender a conhecer aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver;

Oportunizar ao educando capacitação para compreender o processo empreendedor e o desenvolvimento de competências empreendedoras.

Temas que serão trabalhados nas escolas de Botuverá e Guabiruba
1º ano: O mundo das ervas aromáticas

2º ano: Temperos naturais

3º ano: Oficinas de brinquedos ecológicos

4º: Locadora de produtos

5º ano: Sabores decores

6º ano: Ecopapelaria

7º ano: Artesanato sustentável

8º ano: Empreendedorismo social

9º ano: Novas ideias e novos negócios

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio