Chegada do frio em Brusque anima lojistas

Expectativa é de que as vendas deste ano superem as do ano anterior; consumidor deve gastar média de R$ 159,89

Chegada do frio em Brusque anima lojistas

Expectativa é de que as vendas deste ano superem as do ano anterior; consumidor deve gastar média de R$ 159,89

Embora a intenção de compra dos consumidores catarinenses para o Dia das Mães tenha caído em 9,6% em relação ao ano passado, os lojistas de Brusque estão animados com o movimento registrado até agora e com a expectativa de vendas para este ano, sobretudo, devido à chegada do frio.

As lojas de vestuário e de calçados são as que mais se empolgam com as temperaturas mais baixas. Segundo os lojistas, os consumidores aproveitam as visitas aos estabelecimentos comerciais para adquirirem não apenas presentes para as mães mas também para eles mesmos.

Na Hering Store, a campanha para o Dia das Mães iniciou há duas semanas. Desde lá, de acordo com a gerente, Edi Wartha, a loja já colhe os frutos. No entanto, a previsão é de que o movimento realmente se intensifique nos próximos dias.

“Agora com o frio, esperamos que as coisas engrenem ainda mais. Essa temperatura aumentou a expectativa de vendas. Estamos preparados para as mães e para o frio. Neste ano, investimos no tricô, que é um tipo de roupa que vende bastante nessa época”, diz.

A expectativa da gerente é de que, neste ano, as vendas na Hering aumentem em relação ao mesmo período do ano passado. Edi ressalta também que o Dia das Mães é segunda data mais forte para a loja – logo após o natal.

Assim como a gerente da Hering, a gerente da Pittol Calçados, Juceléia Seidler, também destaca que o Dia das Mães é a segunda data mais importante para a loja. Feliz pela chegada do frio, Juceléia diz que os consumidores costumam comprar botas, sapatos e chinelos de inverno para as mães.

“Com a queda da temperatura, a expectativa é de que as vendas aumentem ainda mais. Este ano começou melhor para a gente do que 2015. Estamos desde o começo do ano com crescimento e queremos continuar assim. Com o frio, sentimos que o pessoal se anima. Era tudo o que queríamos”, comemora a gerente.

Outro lojista que também percebeu o aumento no movimento dos clientes foi o proprietário das lojas Vaneg, Samuel Fritz. Ele também espera que neste ano as vendas superem o ano passado.

“O movimento começou a melhorar com o frio, deu uma reaquecida nas vendas. Estamos investimento nas propagandas do Dia das Mães e para a loja, é melhor ainda porque trabalhamos com multimarcas e com bastantes roupas da moda feminina”, diz.


CDL confirma otimismo

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Brusque, Michel Belli, confirma que os lojistas estão empolgados com as vendas para o Dia das Mães. Em conversas com empresários de entidades de classe, Belli percebeu que a expectativa é alta.

“Brusque e região se diferenciam um pouco da economia do restante do país. A gente não está sofrendo tanto. Diante de tantos acontecimentos políticos e econômicos que estão acontecendo no país, escutar os empresários de Brusque felizes é muito bom”, diz.

Para Belli, a onda de frio que se instalou no município também auxilia no aumento das vendas, sobretudo relacionadas a vestuário e a calçados. Em relação a isso, a pesquisa anual de intenção de compras realizada pela Fecomércio de Santa Catarina diz que o vestuário, os perfumes, os calçados e as bolsas são os quatros itens que os consumidores escolherão para presentear as mães neste ano.

PAC

Preocupados com o PAC Macrodrenagem, que é realizado na região central do município, os lojistas entraram em contato com a CDL para questionar sobre as obras durante a semana que antecede o Dia das Mães. Em relação a isso, o presidente da entidade diz que a Prefeitura garantiu que, durante a semana que vem, as ruas estarão liberadas e as obras não prejudicarão o tráfego dos consumidores.

20160429_arquivo-22

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio