Chuva interrompe competições de Gaiola Cross

Apenas os pilotos de três das sete categorias disputaram as corridas finais

Chuva interrompe competições de Gaiola Cross

Apenas os pilotos de três das sete categorias disputaram as corridas finais

O mau tempo prejudicou as finais da terceira etapa do Campeonato Catarinense de Gaiola Cross – Limasc 2015 realizado em Guabiruba no fim de semana. Por volta das 16h de ontem, os organizadores tiveram de cancelar as competições devido à chuva torrencial que atingiu a chácara Alcides Seubert, no bairro Aymoré.

Com a interrupção, os pilotos de quatro das sete categorias não puderam competir nas corridas finais. Antes da chuva, apenas as categorias Batom, Turismo e Iniciantes AR disputaram as finais. Nestas, uma brusquense e um guabirubense subiram ao pódio – Graziela Lang em primeiro lugar e Marcelo Fischer em terceiro, respectivamente.

A classificação final das quatro categorias que não puderam correr ontem à tarde – Iniciantes AP, AR Preparados, Aspirada e Turbinada – foi definida através do tempo das corridas individuais disputadas no sábado e ontem de manhã que definiram os seis competidores e o grid de largada das corridas finais. Com estes resultados, seis pilotos de Brusque e um de Guabiruba subiram ao pódio.

A pontuação alcançada pelos pilotos na etapa de Guabiruba vale para a classificação geral do Campeonato Catarinense, que terá outras sete etapas. Oberdan Kohler, de Guabiruba, é quem lidera a competição até o momento. No domingo, ele garantiu o segundo lugar na categoria AR Preparados devido ao tempo atingido na fase classificatória. Em relação à chuva que não permitiu a disputa final da categoria, o piloto lamentou.

“Essa chuva complicou com as corridas. Queria chegar em primeiro lugar, mas infelizmente não deu. É um pouco frustrante”, disse. Ainda assim, ele comemorou o segundo lugar: “Pelo menos consegui um bom tempo na fase classificatória. Agora é seguir em frente nas outras etapas para manter o primeiro lugar geral”, completa.

Marcelo Fischer, piloto de Brusque que conseguiu disputar a corrida final antes do mau tempo, explicou que a chuva deixa a pista mais lisa e prejudica a ação dos pilotos. “Falta segurança porque os pneus são para pista seca e não molhada. Se o piloto freia, o carro desliza e fica difícil de controlar. Tem de ter muito mais cuidado”, diz.

A explicação de Marcelo Fischer é a mesma do presidente do Gaiola Cross Club Guabiruba, Jair Kohler. De acordo com ele, a competição foi encerrada por recomendação da federação catarinense. “Está nas regras. Quando chove muito não há como seguir com as corridas. Lamentamos pelo público, que compareceu em peso”, afirmou. Segundo Kohler, cerca de quatro mil pessoas prestigiaram o evento.

Moradores do município de Doutor Pedrinho, Adilson José Nicoceli, a esposa Sonia e as filhas Joana e Jeniffer acompanharam as competições no domingo. Mesmo depois de duas horas e meia de viagem e depois da interrupção das provas, eles aprovaram a etapa de Guabiruba. A família gosta de acompanhar o Gaiola Cross porque Adilson costuma participar de algumas competições. “Ficamos um pouco frustrados pela chuva, mas as disputas que vimos foram muito boas e já valeram a pena o nosso deslocamento”, afirmou Sonia.
A quarta etapa do Campeonato Catarinense de Gaiola Cross – Limasc 2015 será realizada na Fenajeep, em Brusque, entre os dias 3 e 7 de junho. Na etapa de Guabiruba, cerca de 60 pilotos de todo o estado participaram.

 

tabela

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio