Chuvas acima da média histórica provocam três mortes e estragos em Santa Catarina

Municípios como Penha, Balneário Camboriú e Florianópolis estão entre os mais atingidos

Chuvas acima da média histórica provocam três mortes e estragos em Santa Catarina

Municípios como Penha, Balneário Camboriú e Florianópolis estão entre os mais atingidos

Após apresentar o dobro do volume previsto de chuvas para o mês de janeiro nas últimas 48 horas, o estado de Santa Catarina continua em alerta para os danos causados e para possíveis novos temporais. Até o momento, três pessoas morreram em decorrência dos desastres e uma está desaparecida. A orientação da Defesa Civil do estado é que os cidadãos saiam de casa apenas em caso de necessidade, principalmente na região metropolitana de Florianópolis.

No fim da tarde, a Defesa Civil emitiu alertas de chuva intensa para Brusque, Nova Trento e Canelinha. Até o momento, o órgão municipal não registrou ocorrências, porém, alguns pontos de Brusque registraram alagamentos devido a problemas de drenagem.

A expectativa de chuvas para o mês na capital catarinense, região mais crítica, era de 200 milímetros. Com o aumento dos temporais, o volume pluviométrico de Florianópolis já atingiu os 400 mm. Dois óbitos foram registrados na capital: o de um homem que fazia a limpeza de um bueiro durante a madrugada, que faleceu após cair e sofrer traumatismo craniano, e um cidadão que tentava atravessar uma enxurrada foi levado pelas águas.

Em Balneário Camboriú, um homem está desaparecido após ter sido sugado por um bueiro. Na quarta-feira, no município de São João Batista, uma menina de 7 anos morreu após uma árvore cair na casa onde ela estava. A irmã dela, de 13 anos, ficou ferida, mas não corre risco de morrer.

Litoral da região em alerta
Ao todo, 20 cidades de Santa Catarina estão em estado de alerta. Os últimos boletins emitidos pela Defesa Civil informam previsão de pancadas de chuva moderadas a fortes e condições de chuva persistente. A principal preocupação é com os deslizamentos de terra. Desde o início dos temporais, as autoridades têm alertado a população para que observem quaisquer danos em muros, árvores e encostas e procurem um abrigo.

Também estão em alerta para deslizamentos as cidades de Itapema, Governador Celso Ramos, Penha, São José, São Francisco do Sul, Antônio Carlos, Palhoça, Navegantes, Biguaçú, Itajaí, Santo Amaro da Imperatriz, Tijucas e Garopaba.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio