Ciclistas brusquenses disputam segunda etapa do Paulista de Bicicross em Jarinu

Comitiva terá 17 atletas, a maior até hoje a participar da competição

Ciclistas brusquenses disputam segunda etapa do Paulista de Bicicross em Jarinu

Comitiva terá 17 atletas, a maior até hoje a participar da competição

Os atletas do BMX de Brusque participam no fim de semana da segunda etapa do Campeonato Paulista de Bicicross, que será realizada em Jarinu, interior de São Paulo. A equipe brusquense será representada por 17 esportistas. Eles competem em onze categorias.

Segundo o pentacampeão brasileiro na Elite Men, Felipe Brick, todos têm chances de chegar às finais. “A expectativa é de medalha para todos eles. Muitos devem chegar à final. O pódio é questão de detalhes”, relata.

A etapa de Jarinu é a segunda de nove do Campeonato Paulista, considerado a competição mais importante depois do Brasileiro.A previsão é de que cerca de 400 pilotos participem da disputa. “É o campeonato mais visado dentro do Brasil fora o Brasileiro. É a grande oportunidade para todos os ciclistas, desde os menores até a minha categoria”, comenta Brick.

Ele cita o companheiro da Elite Men, Ariel João da Silva, como um dos nomes que podem se destacar no interior paulista. Outro ciclista que gera bastante expectativa é Victor Hugo Kurtz, que compete na Expert 13 anos. Kurtz é de São João Batista, mas representa a equipe brusquense nas competições. Na primeira etapa do campeonato, realizada em Americana, ele fechou a competição no primeiro lugar. 


Na abertura do Paulista
Brusque foi representada por oito ciclistas em Americana, 23 e 24 de fevereiro, cinco chegaram às finais de suas categorias. Lucas Zimmermann e Enzo Severino fizeram dobradinha na Expert 7 anos. “O Lucas é campeão brasileiro, e o Enzo, que corre com ele, também está muito bem. São quase menores que a bicicleta, mas chegam lá em São Paulo e só dá os dois”, brinca Brick.

Guilherme Ribeiro fechou em quinto colocado na Expert 14 anos, e Everton Munch terminou em sexto na Expert 17 a 24 anos. Felipe Jacinto e Anderson Varella ficaram nas semifinais. Brick encerrou a participação na mesma etapa. “Na minha categoria, toda bateria é uma final. Tem atleta olímpico, de seleção brasileira. Faltou ritmo de prova deles para chegar mais longe. Agora estarei mais ligado, sabendo com quem estou andando”.

Leia a reportagem completa na edição impressa do MDD desta sexta-feira, 5 de abril.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio