Ciclofaixas são implantadas na rua Azambuja

São dois quilômetros disponíveis aos ciclistas; espaço inicia na rótula da Figueira e segue até as proximidades do hospital

Ciclofaixas são implantadas na rua Azambuja

São dois quilômetros disponíveis aos ciclistas; espaço inicia na rótula da Figueira e segue até as proximidades do hospital

A Secretaria de Trânsito e Mobilidade de Brusque (Setram) iniciou na sexta-feira, 20, a expansão do plano cicloviário do município com a implantação de ciclofaixas na rua Azambuja. O espaço para os ciclistas tem uma extensão de dois quilômetros – inicia na rotatória da Figueira e segue até as proximidades do Hospital Azambuja – e, segundo o secretário da pasta, Paulo Sestrem, a implantação da ciclofaixa no local tem como objetivo incentivar ainda mais o uso da bicicleta, e auxiliar na mobilidade da região.

“A via é considerada um eixo importante da cidade e utilizada por muitos ciclistas daquela região para se deslocar até o centro”, afirma.

O secretário explica que a implantação da ciclofaixa no local seguiu alguns critérios. “Fizemos a contagem do número de vagas de estacionamento nos dois lados da rua, e também levamos em consideração o menor número de vias transversais que ligam a rua Azambuja a outros bairros, por isso, optamos pela ciclofaixa no lado direito”, diz.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Altamir Schaadt, afirma que ainda não recebeu nenhuma reclamação de associados sobre a modificação no trânsito da rua. Segundo ele, a entidade não realizou nenhum levantamento para saber se a implantação da ciclofaixa vai prejudicar ou não os empresários. “A entidade sempre vem colocando que ciclofaixa em lugares onde não tem espaço é complicado. Hoje o nosso trânsito é caótico, e temos um volume maior de carros, então fica complicado tirar mais espaço. Sobre a rua Azambuja, não chegamos a fazer nenhum levantamento. Sabemos que vai tirar vagas de estacionamento, mas não sabemos se vai prejudicar ou não os associados”, afirma.

O proprietário da Eletrônica Rochele, Ademir da Silva, afirma que o tráfego na rua Azambuja ficará melhor com a ciclofaixa. “Aprovei a mudança, acredito que vai ficar bem melhor. Até diminui o número de vagas de estacionamento, mas cliente que é cliente não vai deixar de vir aqui por causa do estacionamento”, destaca.

A proprietária da Malu Uniformes, Silvana Minella Rodrigues, também gostou da modificação. “Achei que ficou muito boa a ciclovia aqui. Diminui o estacionamento, mas não tem problema, vai ficar muito legal, ainda mais se implantarem os semáforos”, diz.

Sestrem ressalta que além da continuação dos trabalhos de implantação da ciclofaixa, seguem esta semana a colocação de semáforos no cruzamento das ruas Tiradentes, Azambuja e Bulcão Viana, e ainda a implantação de faixas elevadas. “Vamos colocar faixa elevada próximo à creche para auxiliar na segurança de pais e alunos”.
O secretário afirma ainda que a implantação de ciclofaixas em outras ruas do município está em estudo, mas não deve acontecer imediatamente.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio