Cidades da região vão mal em índice que mede a eficiência da gestão pública

Brusque, Guabiruba e Botuverá tiveram notas abaixo da média nacional em ranking da Folha de São Paulo

Cidades da região vão mal em índice que mede a eficiência da gestão pública

Brusque, Guabiruba e Botuverá tiveram notas abaixo da média nacional em ranking da Folha de São Paulo

O Ranking de Eficiência dos Municípios – Folha (RME-F), lançado pelo jornal Folha de São Paulo em parceria com o Datafolha, classificou os três municípios da região como pouco eficiente, ineficiente e com alguma eficiência. O levantamento levou em conta indicadores de saúde, educação e saneamento básico para calcular quem entrega mais saúde, educação e saneamento gastando menos, ou seja, a eficiência da gestão das prefeituras.

O REM-F analisou os dados de 5.281 municípios de todo o país, correspondendo a 95% do total, 5.569. Os dados foram coletados junto a órgãos oficiais e ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e são referentes a anos entre 2010 e 2014.

Cada item recebeu uma nota 0 a 1, quanto mais alta, melhor o desempenho. Na educação, foram avaliados os números de crianças de 4 a 5 anos na escola e de 0 a 3 anos na creche. Na saúde, foi levado em conta a cobertura por equipes de atenção básica e o total de médicos por habitantes.

No saneamento básico, foram avaliados três aspectos: atendimento de água, cobertura da rede de esgoto e coleta de lixo no município. Todos os itens foram somados e divididos pela receita per capita de cada prefeitura. O resultado da equação gerou o índice, que exibe quais cidades levam melhores serviços.

Brusque teve nota 0,480 no ranking. Para ser considerada eficiente, a cidade precisa tirar mais de 0,500. O município teve bom desempenho em saneamento básico (graças à coleta de lixo e atendimento de água) e educação, porém, foi mal em saúde e receita total.

A média nacional em saneamento é de 0,567, e Brusque recebeu 0,720. E na educação a cidade também foi melhor: 0,641, diante da média brasileira de 0,509.

No entanto, segundo o índice, a saúde brusquense vai mal: tirou 0,381 enquanto a nota média é de 0,500. O REM-F também trouxe dados relativos à gestão da prefeitura. O número de servidores municipais teve acréscimo de 2% entre 2004 e 2014, chegando a 2.363 funcionários públicos.

Com relação à gestão fiscal, Brusque também investe menos do que a média nacional. Em educação, 21% da receita de 2013 foi investida. O percentual nacional é de 31%. Na saúde, a prefeitura investiu 22%, e a média do país é 24%.

Região vai mal

Guabiruba teve desempenho pior do que o de Brusque no ranking de eficiência. Recebeu nota 0,447 e, com isso, o selo de pouca eficiente na gestão pública. A cidade foi bem em educação e saneamento básico (também graças à coleta de lixo e fornecimento de água), contudo, ficou mal posicionada em saúde e receita total.

O levantamento concedeu nota 0,629 para a educação. O saneamento foi um pouco melhor do que a média nacional, com 0,582. No lado negativo, a saúde recebeu 0,346, e a receita ficou em 0,132.

Dos três municípios, Guabiruba é que teve o maior inchaço no tamanho do funcionalismo. O total de servidores, em 2014, era de 692, o que representa um crescimento de 112% em relação a 2004.

Botuverá teve a pior performance entre as cidades da microrregião. A cidade atingiu o índice de 0,381 e foi tachada como ineficiente. Saúde e receita total foram bem avaliadas, e educação e saneamento foram mal.

A educação teve nota de 0,338, diante da média nacional de 0,509. O saneamento recebeu índice de 0,544 (média do Brasil, 0,567). A receita teve desempenho melhor, 0,225 ante 0,166 (nacional). E a saúde também foi avaliada em 0,557.

O funcionalismo cresceu 11% entre 2004 e 2014, conforme o REM-F. O total de servidores foi de 153, média de 3,1 por 100 habitantes.

Estado

Em Santa Catarina, as cidades mais bem colocadas são Criciúma e Florianópolis. A primeira recebeu nota 0,583, e a segunda, 0,576. No Vale do Itajaí, Timbó, com 0,570, foi a mais bem colocada. Blumenau teve nota 0,532.


RANKING brusque


RANKING guabiruba


RANKING botuverá

 

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio