Cine Gracher exibirá filme-concerto de Roger Waters, ex-Pink Floyd

Esta é a primeira vez que o cinema aposta em um conteúdo musical deste tipo, a expectativa da organização é de casa cheia

Cine Gracher exibirá filme-concerto de Roger Waters, ex-Pink Floyd

Esta é a primeira vez que o cinema aposta em um conteúdo musical deste tipo, a expectativa da organização é de casa cheia

Os sucessos de Roger Waters, ex-vocalista da banda mundialmente famosa Pink Floyd, embalarão a terça-feira à noite da semana que vem, dia 29. O Cine Gracher irá exibir um filme-concerto do músico que marcou época no rock’n’roll nas décadas de 70 e 80 na Havan, às 20 horas. Esta é a primeira vez que o cinema aposta em um conteúdo musical deste tipo, mas, apesar disto, a expectativa da organização é de casa cheia.

A apresentação de Roger Waters – The Wall será, literalmente, uma oportunidade única. Carlos Burigo, gerente do Cine Gracher, explica que o show será disponibilizado na terça-feira, às 20 horas, para todos os cinemas do mundo e não haverá segunda apresentação. Para quem não pôde assistir Waters solo ou com a banda Pink Floyd nos idos de 1970 e 1980, auge do rock, será a chance de ter a experiência de ver o ídolo de perto.

“A gente fica emocionado vendo. Eu não imaginava que seria assim”, diz Burigo, que é tarimbado em cinema, administra o Gracher há anos, e participou de um teste nacional da rodagem do show na terça-feira última, dia 22. Numa das cenas mais emblemáticas, o músico faz dueto consigo mesmo, com ajuda tecnologia que mostra um Waters do passado junto com o atual.

Todos os cinemas que transmitirão Rogers Waters – The Wall realizaram esta prévia na terça-feira, para acertar os detalhes e dar uma palhinha a uns poucos privilegiados. The Wall mostra os bastidores da turnê de mesmo nome, de Roger Waters, realizada entre 2010 e 2012. São exibidas cenas dos shows e também uma conversa exclusiva entre Waters e Nick Mason, que tocou com ele na época de Pink Floyd. Waters deixou o grupo e ficou 24 anos sem tocar com Mason e, inclusive, travou uma batalha judicial pelos direitos autorais de algumas músicas da época da banda.

Burigo diz que a procura por ingressos já começou, mas ainda está tímida. Ainda assim, a expectativa dele é de que os 230 lugares da sala de cinema fiquem lotados na terça-feira. “Acredito que na quarta-feira, depois da sessão, quem não foi vai se arrepender, porque é algo fantástico”, afirma.

Tendência

Filmes-concerto como The Wall são chamados “conteúdos alternativos” pelos administradores de cinema. Esta é uma categoria que tem crescido no meio cinematográfico e é uma tendência para atrair mais público. No Cine Gracher, por exemplo, já foram exibidos jogos da Liga dos Campeões da Uefa e do SuperBowl (final do campeonato do futebol americano dos Estados Unidos).

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio